JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 31 de outubro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Alunos de escolas estaduais fazem reuniões e avaliam adesão ao movimento

Alunos de algumas escolas estaduais têm realizado reuniões para definir como seguirão o movimento

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WatsApp: 34 99777-7900

- Por Letícia Morais Última atualização: 27/10/2016 - 07:54:02.


De acordo com a coordenadora do Sind-UTE em Uberaba, Maria Helena Gabriel, alunos de algumas escolas estaduais da cidade têm realizado reuniões para definir como seguirão o movimento. “Essa ocupação de escolas parte do aluno. É o aluno que tem que ver essa situação contra a PEC 241 e tentar parar a votação dela que vai prejudicar profundamente a vida dos estudantes”, opina a coordenadora.

O Sind-UTE está acompanhando a movimentação dos estudantes na cidade. “Acreditamos que a partir de segunda-feira (31) é que os estudantes vão tomar essa postura de ocupar as escolas do Estado”, afirma Maria Helena, que convoca os alunos para se integrarem ao movimento. “Precisamos mostrar a importância dessa ocupação, para que possamos chamar o governo e não permitir, em hipótese alguma, que esse desastre aconteça com a chamada ‘PEC da Morte’, que vai prejudicar profundamente todos os trabalhadores em educação, da saúde, em geral”, avalia a líder sindical.

Em ofício encaminhado às superintendências regionais de Ensino, a secretária de Estado de Educação, Macaé Maria Evaristo dos Santos, orienta que as superintendências regionais e as direções das escolas atuem baseadas no diálogo com os estudantes e suas lideranças, respeitando o direito à livre manifestação dos movimentos estudantis. Além disso, ressalta que as escolas devem nortear os estudantes para que as manifestações ocorram de forma pacífica e respeitosa.

No sábado (23), segundo Maria Helena, a expectativa é de que os alunos da Escola Estadual Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco decidam se vão aderir à ocupação. “Temos certeza de que o posicionamento [dos alunos] será positivo, porque o prejuízo dos alunos vai ser grande demais com a votação da PEC 241. Nós somos três mil escolas da rede estadual em Minas Gerais e precisamos ocupar todas. A luta é enorme e podemos, e queremos, fechar essas três mil escolas”, garante.

Movimentação no país. Com a ocupação da UFTM, já são 74 universidades tomadas no Brasil. Segundo informações extraoficiais, até o momento são mais de mil escolas e institutos federais, ocupados por estudantes contrários à PEC 241 e ao governo Temer.

Entenda o caso:
Estudantes da UFTM mantêm a ocupação do Centro Educacional
Reitora se encontra com universitários e diz que pretende manter o diálogo

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

Continua depois da publicidade

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia