JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 20 de outubro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Falta de vacinas suspende segundas doses de Astrazeneca em Uberaba

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

16/09/2021 - 06:14:33. - Por Lídia Prata Última atualização: 16/09/2021 - 16:23:10.

FOI POUCO
Suspensão da aplicação da segunda dose de AstraZeneca nesta quinta-feira deixou muita gente preocupada em Uberaba. O comunicado à população foi feito no final da tarde de hoje, levantando questionamento sobre o destino que o município teria dado às vacinas em estoques. Segundo a coordenadora da vacinação no município, Ana Vera Abdanur, as doses de AstraZeneca acabaram não só em Uberaba, mas em todo o país. Há três semanas não chegam novos lotes, o que comprometeu a aplicação das segundas doses amanhã e sexta-feira.

ESTOQUES INSUFICIENTES
Ainda de acordo com explicações de Ana Vera, as vacinas enviadas pelo Estado para aplicação de segundas doses ficaram muito aquém do necessário para atender à população de Uberaba. Vale destacar que o município segue a nota técnica enviada pelo Estado, onde constam o número de doses para primeira aplicação e o número de doses para a segunda aplicação. “O que veio para 2ª dose nós guardamos, mas o quantitativo foi insuficiente” - destacou Ana Vera.

RACIONAMENTO NA PRÁTICA
Em que pese a Codau não falar explicitamente em racionamento, é isso o que já está acontecendo em Uberaba desde a tarde desta quarta-feira. Vários bairros da cidade tiveram intermitência no abastecimento de água, com o fechamento de reservatórios para recuperação de nível. Mesma manobra será feita nestas quinta, sexta, no sábado e domingo também. Na quinta, por exemplo, serão fechados os reservatórios do Bairro Olinda, Parque das Américas, Aeroporto, Fabrício e Valim de Melo. Não será surpresa se o fechamento dos reservatórios se estender por outros períodos do dia, além da madrugada e final da tarde. Com o consumo muito elevado em plena seca, a situação está quase incontrolável.

PRA FUTURO
Em entrevista ao programa O Pingo do Jota desta quarta-feira, o gerente de Malha da Azul Linhas Aéreas, Vitor Silva, reforçou que a companhia poderá oferecer voos diretos a partir de Uberaba para Miami, futuramente. Mas fez uma observação: será necessário estruturar melhor o aeroporto de Uberaba para operar com aeronaves de maior porte. Fica aí a dica para incentivar o governo municipal a levar mais a sério a proposta do aeroporto internacional de cargas e passageiros, o Intervales, no Cinquentão.

MARCHA À-RÉ
Enquanto o mundo inteiro mergulha na tecnologia em busca de soluções, a Assembleia Legislativa de Minas anda na contramão. Imagine você que os deputado mineiros aprovaram o Projeto de Lei 1155/15 que proíbe os aplicativos para ônibus. Posição dos nossos parlamentares é simplesmente vexatória, expondo Minas Gerais à ridicularização nacional pelo atraso. Espera-se que o governador Romeu Zema vete essa vergonha. Afinal, todo cidadão tem o direito de escolher se quer andar de Uber, 99, Buser… mas a Assembleia fez uma lei para vetar essa alternativa de transporte intermunicipal que é mais barata, mais flexível, economicamente viável, simplesmente para manter o monopólio de empresas tradicionais. Pode?

BOM SENSO EM FALTA
Na avaliação do presidente do MDB/Uberaba, essa lei votada pela ALMG que proíbe aplicativos para ônibus não faz o menor sentido. “Como cidadão, estou indignado com a falta de misericórdia dos deputados com aqueles que andam de ônibus”- desabafa Fabiano Elias.

DE OLHO
Por falar em transporte, já passou da hora do governo municipal prestar atenção de verdade às queixas dos usuários do transporte coletivo urbano. Não é de hoje que os usuários reclamam de superlotação nos ônibus, falta de fiscalização efetiva (e não se fala aqui de fiscalização de araque), demora entre um e outro veículo a passar pelos pontos e por aí vão as queixas. Superintendente do Transporte Coletivo, Cristiano Melo, alega que as concessionárias têm sido notificadas sobre esses problemas, mas até agora não se viu uma solução de verdade para nenhum deles.

TEM SOLUÇÃO?

Presidente da Academia de Letras do Triângulo Mineiro, João Eurípedes Sabino está indignado com a falta de manutenção das ruas com calçamento em pedra, como no caso da Rua Ricardo Misson, perto do SESC, e na avenida Presidente Vargas, no trecho entre a rua Artur Machado e a “Praça do Grupo Brasil”. “Imagine o perigo que representa um paralelepípedo arremessado pelo pneu de carro em um pedestre! Precisamos teclar o dedo nesse problema, agora que temos uma prefeita arquiteta e urbanista. O momento é propício para resolver esse problema” – frisa João Eurípedes Sabino.

ELEIÇÕES
Algumas das principais entidades de classe de Uberaba realizam eleições para renovação de diretoria este ano. CDL, OAB e Aciu estão entre elas. No CDL, Angelo Crema deverá transmitir a presidência a Fernando Xavier, que já está formatando sua chapa. Na ACIU, presidente Anderson Cadima deverá buscar a reeleição, referendando o desempenho extraordinário de sua administração. Na OAB, por sua vez, há sinais claros de que haverá disputa. Aliás, na Ordem dos Advogados as disputas já se tornaram tradicionais.

DESPEDIDA
A propósito da CDL, depois de décadas de serviços prestados à entidade, o boa praça Iovaldo Basílio está “limpando as gavetas”. Requereu sua aposentadoria e, a partir de outubro, vai respirar novos ares. Difícil imaginar a CDL sem Iovaldo! Seu sucessor, no entanto, já está definido: será Corlindo Júnior.

Sílvio Barros, ex-prefeito de Maringá (PR)

É O CARA!
Referência nacional como gestor público eficiente e vanguardista, o ex-prefeito de Maringá (PR) Sílvio Barros desembarca em Uberaba nesta quinta-feira para proferir palestra no Ciclo de Estudos de Política e Estratégia da Adesg. Sílvio Barros é reverenciado pelo modelo de administração por ele implantado, com pés no presente e olhos no futuro. Sou fã de carteirinha dele, desde sua primeira conferência para os uberabenses, ainda no governo Paulo Piau. Participou de videoconferência com integrantes da SCO em Uberaba, e contou sua experiência como prefeito.

QUEM É ESSE CARA?
Para quem não teve oportunidade de conhecê-lo, vou contar aqui um pouquinho sobre ele. Silvio Barros é engenheiro, começou suas atividades profissionais no Amazonas, onde foi chefe do núcleo de proteção ao meio ambiente e diretor de planejamento da empresa amazonense de turismo. Trabalhou com o oceanógrafo Jacques Cousteau durante os dois anos de sua expedição no Amazonas e instituiu a Fundação Vitória Amazônica, a maior ONG ambientalista daquela região. Em 2004 foi eleito Prefeito de Maringá e reeleito em 2008. Durante os oito anos de mandato, conquistou avanços importantes nos indicadores econômicos, assim como de desenvolvimento urbano e humano. Foi nessa época que ele incentivou a criação do Observatório Social de Maringá, uma entidade inédita no país até então, por meio da qual a sociedade acompanha e fiscaliza todas as licitações municipais, bem como a entrega dos produtos e serviços adquiridos pela gestão municipal. Por conta da sua atuação na Prefeitura de Maringá, recebeu prêmios como o Título Nacional de Prefeito Amigo da Criança, Prefeito Inovador e Prefeito Empreendedor, do Sebrae. Também vários projetos da Prefeitura de Maringá foram premiados como boas práticas de gestão, como, por exemplo, a pioneira implantação das Academias da Terceira Idade (ATIs) na cidade, hoje modelo seguido por diversas Prefeituras pelo país. Durante sua gestão, Maringá conquistou o 1º lugar em Melhor Gestão Fiscal no Paraná e a 8ª colocação como Melhor Gestão Fiscal do Brasil. Tem mais: depois que deixou o cargo de prefeito, ele atuou como voluntário em diversas ONGs nos países africanos. É ou não é “o cara”?


Prefeita inclusiva, Elisa participou de eventos nesta quarta-feira usando camiseta cor de rosa com a palavra AMOR escrita na Língua Brasileira de Sinais – Libras


Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia