JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 29 de julho de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Água chega na Univerde para salvar Pomar Digital

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

21/07/2021 - 21:42:42. Última atualização: 22/07/2021 - 18:32:27.

ENFIM, A ÁGUA CHEGOU!

Depois que esta coluna denunciou o abandono das mudas frutíferas plantadas na Univerdecidade para formação do pomar digital, a Secretaria de Meio Ambiente tratou de começar o trabalho de manutenção das mudas. Muitas delas acabaram não resistindo à seca prolongada. Além disso, a empresa contratada para limpeza da Univerde roçava o mato, mas não limpava no entorno das mudas, levando muitas delas a morrer “abafadas”. Nesta quarta-feira, caminhão pipa da Sesurb foi deslocado para aguar as plantas, enquanto equipes do Horto municipal foram acionadas para coroamento e adubação das plantas. É bem verdade que nesta época do ano é bastante discutível o efeito da adubação, pois os técnicos sugerem a época das chuvas para melhor aproveitamento dos nutrientes. Em todo caso, só de terem saído do comodismo para a ação já foi um grande passo. Daqui pra frente, precisam ter uma ação continuada de cuidados com o pomar digital da Univerde. Estaremos de olho! 

QUEM SE HABILITA?

Na avaliação do arquiteto e urbanista Marcondes de Freitas, tanto Uberaba quanto os demais municípios brasileiros deveriam contar com departamentos específicos para cuidar do meio ambiente, incluindo praças e jardins. Em entrevista ao programa O Pingo do Jota desta quarta-feira, Marcondes alertou que as mudas plantadas nas jardineiras da avenida Leopoldino de Oliveira também estão morrendo… de sede. Se São Pedro não despeja chuva na cidade, ninguém toma atitude de molhar as plantas. Fica aí a dica para o caminhão pipa da Sesurb atuar no centro da cidade também.

RISCOS SÉRIOS

A propósito, postagem feita pelo Observatório Urbano em redes sociais alerta para os perigos de contaminação da água que bebemos. “Você não daria água contaminada com pesticidas e outros químicos a um filho seu! Pois bem. A única forma de garantir que isso não ocorra é controlar as atividades desenvolvidas no lugar onde a água é produzida. Dependendo das atividades desenvolvidas na bacia hidrográfica, à montante da captação, as águas irão se contaminar pelas substâncias químicas ou biológicas, sem mencionar no comprometimento da vazão do rio, por desmatamentos, mineração, assoreamento, o que é muito grave, considerando que Uberaba possui apenas um manancial principal para fornecimento de água”. O post ainda ressalta que a qualidade da água depende frontalmente das decisões do Conselho Gestor da APA do Rio Uberaba.E chama a atenção para a necessidade de limitação de “atividades e de empreendimentos que possam prejudicar a produção e a qualidade da água” captada pela Codau. 

FALTA DE COMPROMISSO

Ainda na postagem feita pelo Observatório Urbano, os engenheiros, arquitetos e urbanistas que compõem esse grupo alertam que “algumas decisões sinalizam um descompromisso com os estudos realizados por equipe técnica”. Cita, expressamente, o seguinte: “contrariando a Lei do Plano Diretor, criaram um plano específico para a APA do Rio Uberaba, com o objetivo de urbanizá-la e expandir outras atividades econômicas, até então restritas, o que impacta na quantidade e na qualidade da água a ser captada para o abastecimento urbano”. Embora não tenha sido elaborado pelo governo Elisa, esse plano possibilita a ocupação de 13% da APA com loteamentos, o que, na avaliação do Observatório Urbano, “promoverá a contaminação do ribeirão Lajeado, importante afluente que, em período de estiagem, reforça o abastecimento urbano”.

PLANO DE MANEJO

As críticas do Observatório Urbano vão além, incluindo a composição do Conselho Gestor da APA do Rio Uberaba, formado apenas por “proprietários de terras” na própria área de preservação ambiental. Defende, em contrapartida, que esse Conselho tenha integrantes que representem a comunidade, que é igualmente interessada na preservação do meio ambiente e na qualidade da água que consumimos. Reforça a necessidade de elaboração de um plano de manejo, para evitar o agravamento da situação. Aí está uma boa discussão para esta época de crise hídrica aguda.

RESSALVAS

Questionada a respeito, a direção da Codau se manifestou dizendo que “avalia com grandes ressalvas a legislação aprovada na gestão passada, em que foi permitida a expansão imobiliária na APA. Tanto que até o momento nenhum empreendimento foi aprovado nesta área, pelo atual governo, devido a questões técnicas”. Presidente José Waldir destaca a necessidade de “um estudo mais aprofundado e científico sobre a futura influência desta ocupação sobre a qualidade da água para o abastecimento público.”  E comenta: “todas as empresas de saneamento no país seguem a Portaria de Consolidação nº 5 /2017 (Anexo XX) do Ministério da Saúde, que define os parâmetros limites de potabilidade e que são seguidos rigorosamente em Uberaba”.

GEOSSÍTIO AGRONELLI

Enquanto uns ignoram a natureza ou só querem dela tirar proveito, outros mergulham de cabeça em projetos preservacionistas. É o caso do empresário e engenheiro agrônomo Marco Túlio Paolinelli, que está lançando o projeto do Geossítio Agronelli. Visionário como poucos, Paolinelli vai destinar 350 hectares de sua fazenda, na Palestina, para o geossítio, onde será instalada réplica do maior dinossauro que habitou nossa região. O paleoartista Rodolfo Nogueira já está na área para criar a réplica, e outros dinos menores. Pelo projeto, Paolinelli pretende dotar o seu espaço de lazer com área para recreação da garotada, restaurante, mirante e outras atrações, incluindo o plantio de árvores. Quem quiser plantar uma muda na fazenda poderá pagar uma anualidade, que será revertida para as obras de instituições assistenciais da cidade. 

NOMEAÇÃO DO DIA

Servidor de carreira da Prefeitura, Arnaldo Luís da Costa Filho acaba de ser nomeado secretário adjunto de Governo. Sempre atuando nos bastidores, Arnaldo é um dos mais queridos e bem articulados servidores municipais, tendo ótimo trânsito também com o Legislativo. 

SUCESSO

Colônia de férias do Jockey está fazendo o maior sucesso: 60 crianças participam da programação que inclui uma série de atividades voltadas especialmente para os baixinhos. Ainda dá tempo de levar os pequenos, por apenas 25 reais por dia, incluindo lanche. E nesta sexta-feira terá uma atividade especial, com participação dos pais. As crianças vão acampar no clube, sob organização do diretor Vandinho Andrade com aval do craque Luiz Alberto Medina, o novo reforço no time do Jockey.

Presidente Renato Pato curte a colônia de férias com suas fofas netinhas

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia