JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 27 de maio de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Governo municipal estuda criação de bolhas comunitárias

29/03/2020 - 00:00:00. Última atualização: 29/03/2020 - 07:43:43.

O isolamento vertical da população já está em estudo pelo Governo Paulo Piau. Foi o que revelou o secretário de Saúde, Iraci Neto, em entrevista ao programa “O Pingo do J”, da Rádio JM, neste sábado.

A ideia é criar “bolhas comunitárias” para idosos, uma espécie de asilo, para onde seriam levadas as pessoas consideradas “grupo de risco” em razão da idade. O secretário não adiantou muitos detalhes do projeto, mas a intenção é tirar os velhinhos de casa e colocá-los nessas tais “bolhas”, onde teriam toda a assistência, com retaguarda da Prefeitura e das universidades.

O colega Márcio Gennari perguntou ao secretário se essas “bolhas” não seriam uma espécie de “campo de concentração”, mas Iraci garantiu que não, pois os idosos segregados terão tratamento vip, possibilitando que seus familiares possam voltar ao trabalho, sem o risco de contaminação.

Quem vai bancar o projeto? A comunidade - respondeu o secretário. Cá pra nós: esse projeto vai dar o que falar, principalmente porque a maioria das pessoas provavelmente não vai aceitar a ideia de tirar um pai idoso ou mãe velhinha de dentro de casa, para deixá-los por 30 ou 60 dias nessas tais “bolhas”, sem contato algum com a família.

ESTRUTURA LIMITADA
Ainda ao programa “O Pingo do J” o secretário Iraci Neto disse que a estrutura hospitalar de Uberaba não comporta atendimento à população em caso de um surto de coronavírus aqui. Para uma população de mais de 300 mil habitantes, há apenas 220 respiradores artificiais disponíveis. Ainda que mais 15 novos leitos de UTI sejam disponibilizados no Hospital Regional, ainda será pouco se os casos de coronavírus se multiplicarem rapidamente na cidade. E tem mais: faltam médicos intensivistas preparados para prestar atendimento especializado.

ESPERA ANGUSTIANTE
Uma criança entubada no Hospital Mário Palmério, um paciente renal crônico internado no Hospital Regional e uma senhora de 70 e poucos anos, no Hospital São Domingos, são os casos mais prováveis de coronavírus a engrossar as estatísticas da doença em Uberaba. Todos aguardam resultados de exames para confirmação.

NEM DE LONGE
Outro problema enfrentado pelos pacientes com suspeita de Covid-19 tem sido conseguir atendimento médico fora dos prontos socorros. Recebi denúncia de uma leitora dando conta da sua peregrinação por médico para atender sua mãe, ontem. Segundo ela, ligou para cerca de 15 profissionais, sem sucesso.

EXPLOSÃO DE CASOS
Na vizinha Uberlândia, os casos suspeitos de coronavírus já passam de mil. Mais precisamente 1.019, segundo boletim médico divulgado agora a pouco pela Prefeitura de lá. Ontem eram 973. A evolução do gráfico da doença tem sido extremamente rápida em Uberlândia.

SEM ESTRESSE
A suspensão das visitas aos pacientes internos no Hospital de Clínicas da UFTM não causou o estresse que se supunha. Segundo a superintendente Ana Lúcia Simões, foi feito um trabalho de conscientização dos pacientes e dos seus familiares previamente, com explicações claras sobre os riscos de manter visitas em tempos de coronavírus. Para minimizar a angústia dos parentes, o HC montou um plantão de telefone para passar informações diárias sobre a evolução dos pacientes.

PÉ NO FREIO
Nenhum investimento previsto para Uberaba foi suspenso ou cancelado, segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico. No entanto, o mesmo poderá não acontecer com alguns outros projetos que estavam sendo prospectados, acredita José Renato Gomes.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia