JM Online

Jornal da Manhã 50 anos

Uberaba, 11 de agosto de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

Continua depois da publicidade



Mais de 60% dos municípios mineiros ainda não atingiram a taxa adequada de imunização contra a Covid-19, aponta Estado

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

01/07/2022 - 15:10:12. - Por Ana Júlia Azevedo Última atualização: 01/07/2022 - 18:15:19.

Fábio Baccheretti, secretário de Saúde, reforçou da importância da dose de reforço para a diminuição de casos graves da doença (Foto/Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)

Uma pesquisa realizada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) apontou que cerca de 320 municípios ainda não atingiram nem 60% da população imunizada com a terceira dose da vacina contra a Covid-19. Os dados apontam que das 853 cidades localizadas no Estado, o índice ultrapassa os 70% em apenas 351 delas, sendo 320 abaixo de 60% e 128 com a porcentagem entre 59% a 69%.

O secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, reforçou, em entrevista para o Hoje em Dia, a importância da dose de reforço, que ajuda a diminuir o risco de óbito e previne as formas graves da Covid-19 como dificuldades respiratórias, fibrose nos pulmões e/ou rins, perda temporária ou duradoura do paladar e olfato, dificuldades de linguagem, raciocínio/concentração e memória, depressão, ansiedade e até mesmo o agravamento de doenças preexistentes.

Uberaba. O vacinômetro de Uberaba indica que ,desde o início da vacinação da Covid-19 na cidade, já foram aplicadas 757.347 mil doses. São 266.666 mil vacinados com a 1ª dose, 251.353 mil com a 2ª dose, 161.058 mil com a 1ª dose de reforço e 37.932 mil com a 2ª dose de reforço. Cerca de 8.205 pessoas tomaram a dose única. Em relação às crianças, foram registradas 19.366 com a 1ª dose e 12.767 com a 2ª dose.

De acordo com o levantamento do último boletim epidemiológico da Prefeitura de Uberaba, nesta quarta-feira (29), 61,45% da população com 18 anos ou mais tomaram a 1ª dose de reforço, enquanto 14,47% das pessoas com 50 anos ou mais, imunossuprimidos e/ou trabalhadores da área de saúde se vacinaram com a 2ª dose de reforço.

Dados apontam que desde o início da pandemia o município registrou 96.626 casos positivos da doença, sendo 1.566 óbitos e 93.529 recuperados.

Vale ressaltar que a terceira dose Covid-19 é capaz de proteger ainda mais o cidadão. A proteção inicial de uma vacina costuma cair com o passar do tempo, devido a isso, para evitar novos riscos, principalmente em idosos, uma nova aplicação se torna extremamente essencial para diminuir a proliferação e os sintomas do vírus.

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia
Fechar