JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 24 de maio de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

Continua depois da publicidade



Mineira presa com drogas na Tailândia é condenada a 9 anos; defesa pede "perdão real"

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

13/05/2022 - 06:52:29.

Momento em que Mary Hellen recebe sua condenação na Tailândia (Foto/Reprodução G1/PR + foto cedida pela família, via Terra do Mandu)

A mineira Mary Hellen Coelho da Silva foi condenada a 9 anos e seis meses de prisão por tráfico internacional de drogas na Tailândia, onde está detida desde fevereiro. A condenação ainda é em primeira instância e a defesa dela trabalha com o pedido de “perdão real”.

“Nós recebemos com, não vou dizer felicidade, mas alívio. É o momento que a defesa respira com certo alívio em razão dessa condenação, dessas informações prestadas pelo agente consular”, contou a advogada Kaelly Cavoli ao jornal Estado de Minas.

A sentença foi proferida no último domingo (8), mas o comunicado oficial feito à família e defesa da jovem pelo consulado aconteceu somente na quinta-feira (12). Os advogados agora aguardam o recebimento da condenação integral para darem os próximos passos. “Nós não obtivemos ainda a sentença integral. O que obtivemos foi uma resposta a um e-mail que encaminhamos cobrando esse posicionamento. Então o funcionário da embaixada nos relata que entrou em contato com o funcionário da corte e que a Mary Hellen foi condenada”, explicou Kaelly.

Mineira de Pouso Alegre, Mary Hellen teve sua sentença dividida em duas partes: são sete anos e seis meses de prisão por crime penal e dois anos por crime civil — no cumprimento da pena civil, não é necessário reclusão. Nesse sentido, a defesa da jovem tenta o chamado perdão real, concedido pelo rei da Tailândia, Maha Vajiralongkorn, no dia 28 de julho. No trono desde 2019, o rei costuma abrir exceções para alguns crimes durante as celebrações. Caso o perdão não seja concedido, a defesa pretende pedir a extradição da jovem.

Mary Hellen Coelho da Silva foi detida ao desembarcar no aeroporto de Bangkok, capital da Tailândia, no dia 13 de fevereiro. Ela estava acompanhada por um rapaz de 27 anos, com quem embarcou do aeroporto de Curitiba. Conforme comunicados das autoridades do país asiático, o sistema de raio-x mostrou que nas três malas usadas pelo casal havia cerca de nove quilos de cocaína. Outro brasileiro, de 24 anos, também foi preso no mesmo dia com mais seis quilos de cocaína.

Na semana passada, a Polícia Federal em Curitiba prendeu uma mulher apontada como aliciadora dos brasileiros presos na Tailândia por tráfico internacional de drogas. Um vídeo junto ao processo da PF na operação ‘ONG BAK’ mostra Mary Hellen junto com o rapaz e uma mulher, que seria a aliciadora, momentos antes do embarque no aeroporto de Curitiba.

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia