JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 25 de janeiro de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

Continua depois da publicidade



MPMG abre inquérito para investigar tragédia em Capitólio

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

12/01/2022 - 06:35:26.

O Ministério Público de Minas GErais (MPMG) vai apurar se a prefeitura de Capitólio, no Sul de Minas, foi negligente na fiscalização dos cânions do Lago de Furnas. A abertura do inquérito foi anunciada nesta terça-feira (11), em resposta ao acidente no fim de semana envolvendo o deslizamento de rocha de um dos paredões, que desprendeu e caiu, atingindo quatro lanchas. Ao todo, dez pessoas morreram e 34 ficaram feridas. O caso também segue em investigação pela Polícia Civil de Minas Gerais e pela Marinha do Brasil.

Ainda no fim de semana, o prefeito da cidade, Cristiano Silva (PP), havia declarado ser "injustiça" cobrar responsabilidade pela tragédia, mas admitiu que nunca houve estudo de análise de risco geológico no local onde ocorreu o desabamento. Além disso, o governador Romeu Zema (Novo) classificou o caso como fatalidade. 

"O MPMG instaurou Inquérito Civil em virtude da tragédia em Capitólio, na região dos cânions, e apura a conduta do Município, especialmente quanto a obrigações de identificação, mapeamento e fiscalização de áreas de risco e manutenção da população informada sobre elas", explicou o órgão.

Além de Cristiano Silva, os prefeitos de Furnas e São José da Barra também devem ser ouvidos. Um geólogo também deve auxiliar as invesrigações da Polícia Civil para apurar as causas do desmoronamento. À corporação cabe averiguar os possíveis responsáveis pelo deslizamento. Delegado à frente do caso, Marcos Pimenta diz que é precoce dar qualquer diagnóstico - se foi causa natural ou humana.

Leia mais: Capitólio: Polícia analisará obra em mirante próximo ao desabamento de cânion

Geólogo descarta deslizamento de rochas em Uberaba, mas alerta para risco iminente de enchentes

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia