JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 01 de dezembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Procons iniciam campanhas de orientação para a Black Friday

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

25/11/2021 - 00:00:00. Última atualização: 25/11/2021 - 09:45:38.

Com a proximidade da Black Friday, o movimento de compras mais aguardado do ano, o Instituto de Defesa do Consumidor (Procon), órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), oferece dicas para que os consumidores não caiam em ciladas ou comprem mais do que cabe no orçamento. 

O Procon orienta que o primeiro passo para o consumidor não cair em cilada na Black Friday é se planejar, evitando agir por impulso e gastar mais do que pode. Outro alerta é para que o consumidor fique atento às ofertas promovidas logo antes da Black Friday. É comum que algumas empresas subam o valor de determinados produtos na véspera da promoção, para depois baixar o preço, simulando descontos. 

Em relação a segurança, para se certificar de fazer uma compra segura, a instrução é nunca utilizar computadores de acesso público. Para verificar a segurança da página, clique na figura de cadeado que aparece no canto da barra de endereço ou no rodapé da tela do computador. O endereço da loja virtual deve começar com https://. 

A loja virtual também deve exibir o CNPJ da empresa ou o CPF da pessoa responsável, além de informar o endereço físico onde a loja pode ser encontrada ou o endereço eletrônico para que possa ser contatada. 

A página virtual é igualmente obrigada a disponibilizar um canal para atendimento, o chamado Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC). Alguns sites como o ABRI alimentam sua base de dados com as principais formas de atendimento das empresas e podem ser consultados a qualquer hora. 

O Procon ainda aconselha cuidado com sites que só aceitam receber por boleto, transferência bancária ou PIX, pois, em caso de problema com a compra, é mais difícil conseguir ressarcimento junto ao banco. 

Veja abaixo, mais dicas do Procon: 

Desconfie de preços muito abaixo da média, pois podem ser indícios de fraude;

Tenha cuidado com ofertas tentadoras enviadas por e-mail, por SMS ou anunciadas nas redes sociais, especialmente de lojas desconhecidas;

Nunca informe dados do cartão de crédito pelas redes sociais. Desconfie de lojista que solicita essas informações;

Prefira comprar de lojas conhecidas ou indicadas por amigos e familiares. Pesquise a reputação em sites que avaliam lojas virtuais. Os comentários de consumidores nas redes sociais podem servir de suporte nesse caso;

Ao realizar a compra, é indicado salvar os documentos referentes ao pedido, que podem ser necessários em caso de problemas. Outra medida importante é evitar as compras por impulso; consultar o orçamento e avaliar se a compra não irá comprometê-lo;

Não compre artigos infantis em comércio informal, pois não há garantia de procedência. Produtos falsificados ou fabricados em indústrias clandestinas podem não atender às condições mínimas de segurança;

Observe se o preço na oferta do produto é o mesmo na hora de efetuar o pagamento, seja em loja física ou pelos sites, considerando que o valor do frete pode tornar a compra inviável;

A reputação da loja pode ser verificada junto aos órgãos de defesa do consumidor, como o Procon e Junta Comercial de sua localidade, e não esquecer de pesquisar rankings de reputação em sites, como o www.reclameaqui.com.br. Os comentários de outros consumidores nas redes sociais também podem servir de suporte;

O consumidor tem direito ao arrependimento. O Art. 49, do Código de Defesa do Consumidor – CDC, estabelece o prazo de sete dias a partir do dia da compra ou recebimento do produto, para desistir da compra. O valor a ser devolvido é o valor total pago pelo consumidor, incluindo o que foi pago pelo frete;

Por fim, a entidade recomenda ainda que, antes de realizar a compra, o consumidor consulte previamente a lista de sites não recomendados pelo Procon-SP, que pode ser acessada aqui (https://sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php).

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia