JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 04 de dezembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Setor de apostas esportivas deve crescer após regulamentação

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

18/10/2021 - 16:19:24.

 

O setor de apostas esportivas pode crescer até 150% com uma lei mais clara e que beneficie a todos.

Os jogos de azar são proibidos no país, porém, desde a Lei 13.756/2018, que foi promulgada em 2018, isso mudou.

As apostas esportivas online passaram a ser autorizadas e com isso diversas empresas começaram a atuar no setor. Muitas delas possuem sede e sites hospedados em outros países.

Com as mudanças esse mercado, em pouco tempo o setor ganhou muitos apostadores. Junto com isso surgiram sites com dicas de apostas, como a Academia de Apostas. Nele é possível receber dicas, conhecer as casas de apostas parceiras e se dar bem para sair como vencedor.

Os apostadores crescem a cada dia, e com a pandemia, os números aumentaram ainda mais. Com as pessoas tendo tempo, começaram a buscar por novas atividades e as apostas esportivas estavam entre elas.

O mercado de apostas esportivas atual

Atualmente, o mercado de apostas esportivas movimenta cerca de R$ 4 bilhões por ano no país. Esse número chega a superar alguns setores da economia.

Para ter uma dimensão do setor, são mais de 200 casas de apostas online funcionando em território nacional, a maior parte com sede em outros países. Muitas delas, como a Bet365, Bodog, Betfair e LeoVegas são parceiras da Academia de apostas.

Esse mercado para que possa funcionar, conta com suas regras. Por exemplo, as apostas precisam ter cota fixa, ou seja, se a pessoa vencer deve saber exatamente quanto ganhará.

Para os apostadores existem algumas vantagens que são atrativas. Por exemplo, as casas de apostas contam com indicadores, as odds. Esse é um sistema em que os apostadores podem conhecer os favoritos e direcionar suas apostas.

Entretanto, esse mercado não se resume apenas aos jogadores e empresas de serviços de apostas. Elas também movimentam o mundo dos esportes patrocinando times de futebol. Em 2012, 19 dos 20 times da série A levavam o logo delas em seus uniformes, além disso, outros clubes da série B também contaram com esse patrocínio.

O crescimento do setor após regulamentação

Apesar da lei sancionada há três anos, ainda existem alguns pontos que não estão muito bem regulamentados. Entretanto, a expectativa é que em 2022 seja sancionada uma nova lei que regulamente de vez o mercado de apostas esportivas.

Se isso acontecer, espera-se que o valor movimentado por ano passe de R$ 4 bilhões para R$ 10 bilhões, um aumento de 150%.

E isso será possível porque existe mercado. Uma pesquisa apontou que os brasileiros são os mais fanáticos por futebol, 13% deles não perdem nenhuma partida do seu time do coração.

Apesar do futebol ser o esporte que lidera a lista, as apostas esportivas não se limitam a eles. Outros esportes, e-sports e cassinos podem ser acessados pelos brasileiros e ajudar a aumentar a arrecadação.

Além disso, existe incentivo para que o mercado de apostas seja regulamentado. O governo espera arrecadar cerca de R$ 7 bilhões com o setor por ano.

As casas de apostas também seriam beneficiadas. Atualmente, elas pagam impostos sobre o valor bruto de arrecadação, mas isso mudaria e a tributação diminuiria.

Outro ponto é que as casas de apostas não sofreriam mais com a ambiguidade da lei. Se por um lado foi permitida a atuação dessas, por outro existem alguns pontos que não ficam claros. Isso pode atrapalhar a atração para que as empresas se instalem no país.

Com as mudanças realmente se espera um crescimento do setor, até porque o mercado brasileiro é bastante amplo e ainda tem muito a ser explorado. A pandemia deu apenas uma amostra do que pode acontecer e que muita gente tem interesse em participar como apostador.

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia