JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 25 de setembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Com preço alto do combustível e baixo repasse, motoristas de app desistem da profissão

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

15/09/2021 - 00:00:00. - Por Rafaella Massa

O aumento no preço dos combustíveis trouxe várias consequências no cotidiano da população, porém, entre os grandes impactados estão os motoristas de aplicativo. Antes era uma saída para o desemprego, porém com a gasolina a quase R$7,00, o ramo tem perdido adeptos e, por consequência, perdido clientes também.

Alex Alves trabalha com aplicativos de mobilidade e conta que o tempo no ramo tem os dias contados. Apesar de estar prestes a começar a trabalhar com carreto, explica que, caso não dê certo, tentará os aplicativos de entrega. “Tem uns 20 dias que eu não rodo na Uber mais, eu desinstalei o aplicativo, hoje eu rodo mais em outros aplicativos. A Uber cobra 30% da gente, esses outros cobram 10%”, afirma.

Segundo Alex, os motoristas não são os únicos a mudarem de aplicativo. A falta de prestadores de serviço causa uma mudança forçada dos usuários também, que procuram uma saída para se locomoverem com mais facilidade e com um preço mais acessível. “A gente vê que tem muitos usuários que estão indo para outros aplicativos, a gente percebe que tem muito iniciante, que andava com outro e mudou de aplicativo”, relata.

Um dos motivos para essa mudança são os cancelamentos. “A pessoa está indo buscar o passageiro por um aplicativo a 2 km, por exemplo, aí tem um passageiro por outro aplicativo mais perto, e hoje nenhum motorista roda com um aplicativo só. Então, nós estamos indo até essa corrida de 2 km, aparece uma mais perto, a gente cancela a de 2 km, por causa do combustível. Porque a gente não ganha para buscar, só ganha depois que a pessoa entra e vai até o destino dela”, explica.

Ainda segundo o motorista, não há muita alternativa para melhorar a situação com o atual preço dos combustíveis. “Não tem outra alternativa. Eu já busquei outras, mas não consegui. Nos postos, o valor do combustível está igual mais ou menos. Eu não compraria clandestino. Então, não tem muita opção”, conta Alex.

Em busca de atrair a mão de obra de volta, os aplicativos Uber e 99 Pop, principais prestadores deste serviço na região, aumentaram de 35% a 25%, respectivamente, o valor de repasse aos motoristas, porém, isso aconteceu apenas na região metropolitana do estado de São Paulo. 

A reportagem entrou em contato com as empresas para saber se esses reajustes chegariam a Uberaba e como impactam no bolso do consumidor. Segundo a empresa 99 Pop, o reajuste nos ganhos dos motoristas parceiros, anunciado na última sexta-feira, foi de 10% a 25%, primeiramente nas regiões metropolitanas, e deve seguir expandindo para outras cidades nos próximos meses. Ainda, a empresa afirma que o reajuste está sendo subsidiado pela plataforma. 

A empresa Uber também foi contatada, porém, até a publicação desta matéria, não houve retorno. O espaço permanece aberto para manifestação.


Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia