JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 10 de abril de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Governo Bolsonaro quer começar vacinação em quartéis

Porém, o maior problema enfrentado nas unidades de saúde é a falta de vacinas

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

06/04/2021 - 00:00:00.

Neste final de semana, Bolsonaro esteve em uma entidade beneficente que distribui sopa a pessoas carentes na região administrativa de Itapoã, no Distrito Federal, junto com o novo Ministro da Defesa, general Braga Netto. No local, foi realizada uma live em que o presidente colocou as Forças Armadas à disposição para vacinar a população como uma forma de colaboração.

Ainda segundo o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, “... o presidente está pessoalmente empenhado em aumentar a cobertura vacinal do país”, para realizar tal feito, terão o apoio das Forças Armadas “...seja na logística de distribuição de vacinas, seja por meio do corpo técnico da Saúde, ajudando estados e municípios a vacinarem a população brasileira de uma maneira muito efetiva”, afirmou o ministro.

Porém, o maior problema enfrentado atualmente pelo Brasil na crise sanitária do novo coronavírus, é a falta de imunizantes. Na última semana, quatro capitais suspenderam o cronograma de vacinação por falta do imunizante, entre elas Curitiba, Rio Branco, Florianópolis e Goiânia.Essa não foi a primeira vez em que as vacinações tiveram que ser interrompidas, no começo da imunização em janeiro e tornou a se repetir em fevereiro e março. 

Em Uberaba, o mesmo aconteceu na última semana. O estoque de vacinação para a faixa estaria dos 65 anos acabou. Um acontecimento parecido já havia se passado no começo do mês de março para a faixa está dos idosos de 80 a 84.

 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia