JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 10 de abril de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Evento virtual debate caminhos de prevenção à violência sexual contra crianças e adolescentes

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

05/04/2021 - 00:00:00. - Por Raiane Duarte Última atualização: 05/04/2021 - 10:14:20.

Em plena pandemia, proteger crianças e adolescentes nunca foi tão importante. Com o intuito de colocar à violência sexual contra eles em pauta, o Fórum de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes de Minas Gerais (FEVCAMG) e parceiros, realizam uma transmissão virtual sobre o assunto. Com o tema: "Prevenção às violências sexuais contra crianças e adolescentes: Os desafios e novos caminhos para a rede de proteção”, o evento será transmitido nesta terça-feira (06), às 10h, no canal do youtube do FEVCAMG.  

A live conta com palestra de Cinthia Sarinho, psicóloga da Fundação Roberto Marinho, mediação de Alineriane de Siqueira, que é assistente social e representante do FEVCAMG, e participação de Isadora César, adolescente representante de Brasília de Minas no  Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA-MG). 

Segundo a organização, a iniciativa para a live surgiu da necessidade de contribuir com a formação de uma rede de proteção à criança e ao adolescente em casos de abuso sexual, que devem se tornar evidentes no retorna às aulas. “A principal proposta é abrir um espaço para um diálogo formativo com atores do sistema de garantia de direitos. Visando um maior conhecimento de como lidar com os casos de abuso e exploração sexual no contexto da pandemia e do pós-pandemia”, explicou Alineriane de Siqueira.  

A assistente social ressaltou que pandemia aumentou a necessidade de se falar sobre a violência sexual contra crianças e adolescentes por vários fatores. “O fato da criança estar em casa com o possível agressor [no que se refere ao abuso sexual intra familiar], pois, sabemos que a maioria dos casos se dá com pessoas muito próximas ao convívio familiar da criança ,como pais e padrastos. E o fato da pandemia ter aumentado a desigualdade social, a pobreza é fator decisivo para que crianças e adolescentes sejam exploradas sexualmente no contexto da prostituição”, apontou. 

O evento pode ser acompanhado através do link. 

 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia