JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 26 de setembro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Na Indonésia, quem não usa máscara de proteção "cava sepultura"

16/09/2020 - 00:00:00.


Reprodução

Um grupo de oito pessoas que desrespeitou a determinação do governo de usar máscara em locais públicos foi obrigada a cavar covas em um cemitério de Ngabetan, na regência de Gresik, um dos principais pólos industriais da Indonésia.

As sepulturas serão usadas para vítimas do novo coronavírus cujos enterros têm sofrido atraso, segundo autoridades locais, devido à escassez de coveiros para a demanda alta.

A Indonésia tem hoje 225.030 casos registrados oficialmente de COVID-19 e 8.965 mortes provocadas pelo vírus, segundo a Johns Hopkins University, colocando-se em 21º no ranking mundial da doença.

Já no subdistrito de Kalisari, no leste de Jacarta, quem não usar a máscara vai para caixão. A punição alternativa foi uma iniciativa de funcionários de segurança pública, já cansados de pedir às pessoas para usarem as máscaras e não serem atendidos, segundo o site Coconuts Jakarta.

"Perguntamos aos infratores se eles queriam ir para o caixão ou esperar pelo serviço comunitário", disse o chefe da Agência de Ordem Pública de Jacarta Oriental, Budhy Novian. "(No caixão, os infratores) contam até 100, ou seja, pelo menos um minuto, e são orientados onde eles podem parar, pois com a covid-19 existe o risco de serem colocados dentro de um caixão de verdade", disse Novian.

*Com informações Estado de Minas

Leia mais


DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia