JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 04 de agosto de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

Justiça penhora cachê de Maraísa após ex-cunhado cobrar suposta dívida de R$ 1 milhão

10/07/2020 - 12:30:35. Última atualização: 10/07/2020 - 14:41:15.

A 1ª Vara de Execução de Títulos Extrajudiciais e Conflitos do Tribunal de Justiça do Distrito Federal determinou a retenção de um cachê recebido por Maiara & Maraisa para uma live com show virtual. O valor seria direcionado para pagar uma dívida que Maraísa teria com seu ex-cunhado, Elias Fernandes, ele é irmão de Raimundo Fernandes, antigo namorado da cantora.  

Continua depois da publicidade

Na ação, o ex-cunhado afirma que a empresa da qual ele é sócio teria feito um empréstimo de R$ 1 milhão a Maraísa, com intuito de quitar a aquisição de uma fazenda em Morrinhos, no interior de Goiás. Segundo ele, a cantora não honrou com o compromisso de devolver o valor, estipulado em R$ 1,4 milhão com juros e correção monetária, e ainda devolveu a propriedade a seu antigo dono.
 
Segundo o advogado do ex-cunhado, a compra da propriedade foi realizada pela empresa dele, que foi solicitado a Maraísa, na pessoa jurídica, um comprovante da dívida.
 
A assessoria jurídica de Maraísa declarou que a cantora teve um “relacionamento abusivo e tóxico” com Raimundo e que “devido à pouca idade e pouca instrução”, foi “induzida por ele a assinar várias promissórias em branco, sob o argumento de que ambos iriam adquirir uma propriedade rural”. “Das sete promissórias assinadas, apenas seis foram devolvidas depois da intervenção dos advogados da mesma. Contudo, uma das promissórias não foi devolvida, e foi preenchida à mão, pelo senhor Raimundo, tendo como credor a empresa”, diz.

A outra parte rebate e diz que a cantora faz alegações infundadas.

   

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia