JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 06 de julho de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

Pandemia fecha mais de 3 mil empregos formais em Uberaba

Apesar de número menor de fechamento de vagas em relação a abril, o mês de maio também registra resultado negativo expressivo

29/06/2020 - 17:52:17. Última atualização: 29/06/2020 - 18:36:58.

Foto/Caged

Fechamento de vagas formais de emprego em Uberaba desde março, quando teve início o processo de isolamento em virtude da pandemia do coronavírus passa dos 3 mil postos,  segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia.

Considerando os cinco primeiros meses do ano, o número de vagas fechadas na cidade chega a 2,1 mil.

Apesar do número menor de fechamento de vagas em relação a abril, quando 1.728 postos de trabalho foram fechados, o mês de maio também registra resultado negativo expressivo. No mês passado, foram admitidos 1.461 trabalhadores e demitidos 2.422, perfazendo 961 vagas com carteira assinada a menos. Considerando os cinco primeiros meses do ano, o saldo negativo na geração de empregos chega a 2.161.

Em maio, na região, apenas a cidade de Conceição das Alagoas apresentou saldo positivo de 20 novas vagas formais de trabalho. Uberlândia também teve resultado negativo no mês passado, mas menos expressivo que Uberaba, com o fechamento de 331 postos de trabalho formais, enquanto Delta, que vinha obtendo saldos positivos nos quatro primeiros meses do ano, em maio fechou 25 vagas de trabalho.

Nos dois primeiros meses do ano, Uberaba vinha apresentando resultados positivos na geração de emprego, com 285 novos postos formais em janeiro e 598 em fevereiro. O desempenho negativo coincide com o início da pandemia.

A Organização Mundial de Saúde decretou pandemia no dia 11 de março e no dia 17 do mesmo mês ocorreu a primeira morte no Brasil. Em Uberaba, a partir do dia 23 de março foi decretado o isolamento social com o fechamento de vários setores da economia, o que foi flexibilizado no início de abril, mas com várias restrições. Após embate jurídico, o comércio voltou a funcionar em horário restrito e shopping centers e galarias também voltaram a abrir. Ontem, foi a vez dos restaurantes retomarem às atividades, também seguindo inúmeras regras de biossegurança.

Brasil. O mercado de trabalho brasileiro fechou mais 331,9 mil vagas em maio. Desde o início das medidas de restrição da pandemia do coronavírus (em março), o total dos postos fechados chega a 1,4 milhão.

Minas Gerais. Minas Gerais fechou 33.695 postos formais de trabalho no mês de maio, quando 79.476 trabalhadores foram admitidos, mas 113.171 foram dispensados no período. O resultado de maio para o Estado foi melhor que abril, quando 88,3 mil trabalhadores perderam o emprego com carteira assinada.

 

 

 

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia