JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 10 de julho de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

Anonymous Brasil expõe dados da família Bolsonaro

O grupo brasileiro de hackers também revelou a ligação entre Bolsonaro e o empresário americano ligado a pedofilia e tráfico de crianças

02/06/2020 - 07:19:50. Última atualização: 02/06/2020 - 08:31:09.

Célula brasileira do grupo de hackers Anonymous usou o Twitter par expor documentos da família Bolsonaro e de cidadãos envolvidos no governo. Além das informações pessoais do presidente da República, foram disponibilizadas também informações de Flávio Bolsonaro, Carlos Bolsonaro, Eduardo Bolsonaro, Douglas Garcia (deputado estadual), Abraham Weintraub (ministro da Educação), Daniela Weintraub (esposa do ministro Abraham Weintraub), Damares Alves (ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) e Luciano Hang (cofundador da Havan).

O documento traz informações como celulares válidos, endereços de e-mails, endereços físicos, bens declarados, participação em empresas, score do Cadastro de Pessoa Física (CPF), além de dívidas registradas e dados sobre imóveis da família do presidente. Os Anonymous revelaram que Bolsonaro já tinha patrimônio de mais de R$ 2 milhões antes de ser eleito. A publicação leva a uma página com as informações sobre os políticos e o empresário bolsonarista.

A ação da célula brasileira provavelmente foi impulsionada pelas ações dos Anonymous internacionais, que começaram a expor diversas personalidades, inclusive a monarquia britânica e Jair Bolsonaro. Na noite de domingo, os hackers internacionais divulgaram suposta relação entre Bolsonaro e Steve Bannon. Um dia depois, os Anonymous brasileiros divulgaram que Bannon foi o articulador das campanhas dos presidentes Bolsonaro e Trump.

Poucos minutos após a publicação das informações, os hackers retiraram as informações do ar. "Apagamos os documentos com as informações pessoais do Carlos Bolsonaro e do Jair, todos conseguiram salvar? O twitter é automático, esse tira do ar esse tipo de arquivo, por isso retiramos. Vocês podem compartilhar o link pela DM. Quem tiver comenta, quem quiser também", afirmou o perfil.

*Com informações de O Globo, Catraca Livre e TecMundo

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia