JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 23 de setembro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Pequenos negócios terão plataforma online para a venda e entrega de produtos em Uberaba

29/04/2020 - 00:00:00. Última atualização: 29/04/2020 - 20:35:25.


Micro e pequenas empresas de Uberaba terão plataforma online gratuita para a venda e entrega de produtos através da internet. O projeto foi lançado esta semana e deverá estar no ar no próximo mês. Entidades de classe e sindicatos darão suporte no cadastro das lojas associadas, mas empreendedores também poderão fazer o registro por conta própria no site.

A plataforma gratuita de e-commerce foi desenvolvida pela startup Code Square. Somente será cobrada uma taxa usual do serviço bancário que operacionaliza o pagamento por cartão e também o valor para a entrega do produto.

Na ferramenta virtual, os lojistas vão conseguir gerenciar negócios e inserir produtos, fotos e preços. A plataforma será disponibilizada tanto como aplicativo quanto por aplicação via web, sendo possível acessar via computador pelos consumidores.

Integrante do Grupo de Trabalho de Apoio às micro e pequenas empresas, Anne Roy Nóbrega explica que agora no fim de abril começa a fase de cadastramento das lojas. Segundo ela, as entidades de classe e sindicatos serão as coordenadoras da divulgação inicial e do registro dos comerciantes. “A ideia é que cada entidade receba até dia 30 deste mês uma capacitação técnica para fazer o cadastro dos lojistas. Acredito que a partir de maio, a gente já tenha as lojas online para comprar dos empreendedores locais”, salienta.

Apesar da parceria com as entidades classistas, Anne informa que empresas e lojas não associadas também poderão utilizar a plataforma de e-commerce gratuitamente, porém deverão fazer o registro na ferramenta por conta própria. “Qualquer loja que queira fazer por conta própria, vai poder sim. A vantagem de ser associação a uma entidade de classe é que serão oferecidos vários serviços de apoio, seja na parte de TI, cálculo de custo de venda e distribuição, entre outros”, pondera.

O cadastro na plataforma deve ser liberado em três dias. A partir daí, os comerciantes já poderão inserir os produtos, com fotos, estoque disponível, preço e condições de entrega na cidade.


Além do site para venda online, Anne adianta que uma solução também foi desenvolvida para o delivery das mercadorias pelos pequenos negócios. “Para as lojas que não tiverem acesso a entregadores, vamos disponibilizar o serviço através de uma parceria com empresas de distribuição com frota na cidade”, acrescenta.

De acordo com o prefeito Paulo Piau (MDB), a ferramenta viabiliza uma solução para as micro e Pequenas empresas da cidade no momento de crise. “Os pequenos empreendedores, sozinhos, não conseguiriam criar uma plataforma como esta. O e-commerce já representava cerca de um terço das vendas no mundo e é um caminho que não tem mais volta. Por isso, será importante não apenas no período de pandemia, mas também para quando a situação voltar ao normal”, posiciona.

Contrato de parceria foi firmado entre Codiub e a startup autora do projeto

Para viabilizar a plataforma de e-commerce, um contrato de parceria foi firmado entre a Codiub e a startup Code Square. A proposta foi apresentada pelo Grupo de Trabalho de Apoio ao Micro e Pequeno Negócio. A ferramenta foi analisada e foram solicitadas algumas adaptações para atender à demanda da comunidade local.

O presidente da Codiub, jornalista Denis Silva, afirma que os ajustes foram feitos e plataforma está pronta para atender tanto atacado quanto varejo, sem restrição de segmentos. "Lojas, empreendedores individuais e até pessoas que trabalham informalmente podem utilizar a plataforma, para que tenham um marketplace de vendas para a cidade. A gente sabe que os pequenos lojistas não têm acesso direto a grandes plataformas e esta é uma forma barata de expor os produtos deles", manifesta.
 

 


Leia mais


DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia