JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 26 de fevereiro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

Cemig orienta para segurança com a rede elétrica durante o Carnaval

Cuidados são fundamentais para evitar acidentes durante a folia

24/01/2020 - 00:00:00. - Por Agência Minas

Os foliões mineiros já esquentam os tamborins para entrar no ritmo da folia, com desfiles e apresentações de blocos e shows pré-carnavalescos, faltando apenas um mês para o início do feriado de Carnaval. Em Uberaba, a festa será realizada nos dias 22 e 23 de fevereiro de 2020, na Mogiana e irá trazer shows da a banda Tchakabum e do cantor Jorge Aragão.

Pensando nisso, a Cemig preparou algumas dicas para que as comemorações aconteçam com segurança em relação à rede elétrica. As orientações dizem respeito a instalação de iluminação, enfeites e alegorias, tráfego de trios elétricos e carros alegóricos e montagem de palcos e palanques.

A distância de 1,5 metro da rede elétrica deve ser respeitada na montagem de palcos, na instalação de iluminação e de adereços e no deslocamento dos trios e carros de som. Essa distância mínima é determinada para evitar o contato com a rede elétrica, que pode acarretar em choques elétricos e curto-circuito.

Confetes e serpentinas

Outro elemento que pode trazer riscos é o uso de confetes e serpentinas. Esses materiais quando possuem elementos metálicos podem provocar acidentes ao entrar em contato com a rede elétrica. “Os confetes arremessados, antes de se dispersarem, estão concentrados e podem causar curto-circuito nas redes de alta tensão. Por precaução, as pessoas não devem atirar nenhum objeto em direção à rede elétrica. Muito menos os sprays de espuma, que contêm mistura de água que age como um condutor de energia”, ressalta Demetrio Aguiar, engenheiro eletricista da Cemig.

Festa em casa

Para as pessoas que gostam de curtir o Carnaval com festas em casa, as recomendações são não ligar aparelhos elétricos próximos a duchas e piscinas, não utilizar gambiarras para ligar diversos aparelhos e respeitar a distância de 1,5 metro da rede elétrica em casos de montagem de estruturas no passeio próximo à residência.

Trios elétricos

É fundamental que o trajeto dos trios elétricos seja programado de forma que a soma da altura do veículo e da altura dos foliões que estiverem sobre ele não exceda a distância mínima de 1,5 metro com as redes aéreas. Segundo Demetrio, os veículos não devem trafegar sob a rede elétrica se a altura deles for igual ou maior que a distância recomendada, pois “além do risco de choque, há o risco de colisão com os cabos e consequente derrubada dos postes, fios e equipamentos da rede de energia sobre o próprio veículo ou sobre os foliões”.

O levantamento de fio para a passagem de trios elétricos é proibido, uma vez que é uma prática muito perigosa. Esse tipo de contato pode comprometer as estruturas que sustentam a rede elétrica.

Caso haja um acidente, a população deve acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros, pelo telefone 193, e também a Cemig, pelo 116. 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia