JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 20 de outubro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

Estado monta esquema de recuperação para 114 mil alunos da rede pública

O programa vai até o mês de novembro e pode ser consultado em mais de 1.600 escolas

18/09/2019 - 00:00:00.

A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) inicia na segunda-feira (23) o Programa de Reforço Escolar para Fortalecimento da Aprendizagem. Mais de 114 mil alunos da rede estadual de ensino de Minas Gerais terão a possibilidade de participar da iniciativa.

O programa vai até o mês de novembro e pode ser consultado em mais de 1.600 escolas em todas as Superintendências Regionais de Ensino (SREs). As aulas de reforço também contarão com a participação de cerca de 15 mil estudantes que estavam em vias de abandonar os estudos e retornaram para as escolas após a ação de busca ativa realizada pela SEE.

O diagnóstico dessa necessidade foi realizado com foco nos estudantes dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio que apresentaram índice de aproveitamento menor que 60% em Língua Portuguesa e Matemática nos dois primeiros bimestres de 2019. Com isso, o programa vai disponibilizar pedagogos e professores dos mesmos componentes curriculares para recuperar a aprendizagem destes alunos.

A secretária de Estado de Educação, Julia Sant’Anna, comemora mais uma iniciativa da pasta na tentativa de manter os estudantes em salas de aula e explica o motivo da escolha dos componentes curriculares Língua Portuguesa e Matemática. “Entendemos que todos os componentes curriculares são muito importantes. No entanto, entende-se também que se o estudante tem mais facilidade para compreender interpretação de texto e raciocínio lógico, bem como as outras habilidades de Língua Portuguesa e Matemática, a chance de ter bom desempenho também nos outros componentes é muito maior. E o objetivo do programa é esse: apoiar o fortalecimento da aprendizagem do aluno para que ele tenha condições de acompanhar as etapas e permaneça na escola”, explicou a secretária. 

As aulas serão realizadas duas vezes por semana para cada componente curricular no período do contraturno do aluno ou em um sexto horário, dependendo da disponibilidade das instituições de ensino. O estudante que precisar de acompanhamento tanto em português quanto em matemática, terá quatro aulas ao longo da semana. Para isso, a SEE/MG também conseguiu garantir a alimentação daqueles estudantes que permanecerem na escola para participar das aulas de reforço.

“Se não for possível oferecer as aulas no sexto horário, vamos trabalhar com turmas no primeiro horário mais próximo da permanência do aluno em seu contraturno. Se ele estudar à tarde, a aula será no último horário da manhã. Se for pela manhã, no primeiro horário da tarde. E a alimentação da escola onde houver contraturno será suplementada, os recursos para isso estão garantidos”, destacou a secretária Julia Sant’Anna.

A SEE/MG entende que a participação da família é importante no processo de resgate da aprendizagem desses alunos e, por isso, os pais ou responsáveis receberão um documento que irá informar sobre o convite que o estudante recebeu para participar do programa e como serão desenvolvidas as atividades. Os pais ou responsáveis deverão assinar o termo autorizando ou não a participação do aluno.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia