JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 16 de setembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

Entidades da área de saúde declaram apoio à ação da AGU contra fabricantes de cigarro

O mesmo suporte foi oferecido pela União Internacional contra a Tuberculose e Doenças do Pulmão

22/08/2019 - 00:00:00.

Dirigentes de diversas organizações não-governamentais e entidades que atuam na área de saúde e no controle do tabagismo reiteraram ontem, durante encontro com o advogado-geral da União, André Mendonça, apoio à ação movida pela Advocacia-Geral da União (AGU) para que fabricantes de cigarro paguem pelas despesas do poder público com o tratamento de doenças relacionadas ao tabagismo. 

“Nos EUA, essas mesmas empresas já pagam essa conta há vinte anos. Já pagaram mais de US$160 bilhões, mas no Brasil ainda não foram responsabilizadas”, assinalou a diretora jurídica da Aliança de Controle do Tabagismo, Adriana Carvalho. “É uma indústria que causa uma externalidade negativa muito grande para o país. Por isso nossa expectativa em relação à ação é enorme. É uma oportunidade para que a indústria seja finalmente responsabilizada e pague essa conta”, completou.

“O resto do mundo vê essa ação da AGU como um passo extremamente corajoso e importante no sentido de implantar a Convenção para Controle do Tabaco da ONU, em especial o artigo que incentiva países a responsabilizar a indústria”, acrescentou Patrícia Sosa, diretora para América Latina e Caribe da Campanha para Crianças Livres do Tabaco. “O mundo está prestando atenção no trabalho que vocês estão fazendo e nós estamos oferecendo todo nosso apoio e nossa experiência com litígios semelhantes de outros países”.

O mesmo suporte foi oferecido pela União Internacional contra a Tuberculose e Doenças do Pulmão. “Temos uma grande expectativa em relação a essa ação e estamos à disposição para fornecer subsídios técnicos e todo apoio que a AGU precisar para sustentar essa brilhante ação judicial”, disse a consultora de Controle de Tabaco da entidade, Cristiane Vianna.

“Confiamos muito na Justiça e temos uma atenção especial para esse processo”, disse o advogado-geral da União, André Mendonça, durante o encontro. “A perspectiva que interessa nesse caso é a do direito e a do impacto para a sociedade e para a saúde pública, além de criar uma conscientização em relação ao tabaco”, concluiu.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia