Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
  | 
BUSCA:     
Você está visitando a Edição do dia 01/12/2009

 
ALTERNATIVA
Tamanho do texto: A A A A
ALTERNATIVA
01/12/2009

Compartilhar:



De cuecas e meias. Depois das imagens mostrando o governador José Roberto Arruda sujando as mãos por pouco e seus assessores enfiando dinheiro de propina em bolsos e meias, fico pensando se um dia não vamos acabar achando “natural” essa safadeza. Sim, porque essas denúncias de corrupção no meio político já viraram rotina no Brasil, embora não se tenha notícia de punição aos corruptos com a mesma intensidade e rapidez com que eles praticam a rapinagem. E assim vamos assistindo aos fatos, vendo imagens, nos indignando e ficando por isso mesmo, até aquela denúncia cair no esquecimento e surgirem novas denúncias para nos indignar novamente... Será que um dia essa história terá um fim?

Combate à corrupção. Deputados da Frente Parlamentar de Combate à Corrupção planejam uma série de atividades para dar destaque aos projetos sobre o assunto que tramitam no Congresso. A intenção do coordenador do grupo, deputado Paulo Rubem Santiago, é realizar uma Comissão Geralno Dia Mundial de Combate à Corrupção, comemorado em 9 de dezembro, e fazer manifestações para atrair a atenção da sociedade. Pois é. Até Dia de Combate à Corrupção já existe. Só falta acabar com ela, o que parece cada vez mais difícil nesse país.
 
Cadeia já. A Frente Parlamentar de Combate à Corrupção da Câmara Federal defende a votação de 66 projetos, inclusive um de autoria do deputado Paulo Piau, visando a priorizar a tramitação dos processos judiciais em que sejam réus governadores, prefeitos e outros agentes políticos acusados receber ou exigir dinheiro sujo. O grande problema para aprovação desse projeto é que certamente não há interesse dos parlamentares em votá-lo, porque boa parte deles tem problemas com o Judiciário.
 
Grana preta - Sabe quanto O Boticário vai investir na Globo para renovar o patrocínio do Fantástico, em 2010? Mais de R$ 60 milhões. É o maior valor investido em uma única mídia da história da empresa. Que poder!
 
Pole-positionSabe qual é o curso mais procurado para vestibular da Uniube este ano? Medicina. Sinal de que a escola está fazendo bom nome pelo país com esse novo curso, que é a “menina dos olhos” do reitor Marcelo Palmério.
 
Vai dar BO. Prefeito AA garante que não vai esticar o prazo para o comércio uberabense substituir as sacolas plásticas por outras recicláveis. Prazo vence no dia 14 deste mês e no dia seguinte ele ameaça botar sua tropa de fiscais na rua com caneta e bloco de multa na mão. Mas a chiadeira do setor já começou. A indústria de material plástico reclama que o prefeito é “ingrato”, pois recebeu apoio para eleição e reeleição e agora prejudica o setor, que fatalmente terá queda nas vendas e no faturamento. Supermercadistas, então, nem se fala. Estão que é pura bronca, alegando que o governo municipal impõe ônus em cima de ônus ao setor, ainda mais agora, em pleno fim de ano. Os dois lados estão em pé de guerra.
 
Cartão vermelho. Mais uma vez a Cemig nos matou de raiva, ontem. Interrupções seguidas no fornecimento deixaram cinco bairros sem energia na parte da manhã desta segunda-feira. Abadia, Fabrício, Boa Vista, Centro e parte do São Benedito sofreram com a queda no fornecimento. Não bastasse, o dia todo foi de pequenos apagões, com piques de energia deixando telefones mudos, máquinas de cartão de crédito apagadas, computadores desligados, um caos. Não é possível que a Cemig não tenha sistema de segurança para garantir o abastecimento diante dessa fortuna que arrecada dos mineiros todos os meses! Basta chover para termos problemas, seja com descarga atmosférica ou não. Mesmo quando o problema não está relacionado com a chuva, a coincidência é grande. Tudo é desculpa para a falta de energia!
 
Viva a balbúrdia. No centro da cidade, a balbúrdia no trânsito dobrou diante da falta de energia elétrica e demorada providência da Cemig para resolver o problema. A região das ruas São Sebastião, Major Eustáquio, Leopoldino de Oliveira e Fidélis Reis criou uma sucursal do inferno na hora do almoço. Os guardas não se entendiam, a chuva não dava trégua, e todo mundo queria passar. Não bastasse, o folgado motorista do caminhão-baú placas GQI-8698 abandonou o veículo na Major Eustáquio, debaixo de uma placa de proibido estacionar, e complicou ainda mais o trânsito no local. No quarteirão adiante, picapes da Cemig interditaram duas pistas da Major Eustáquio e aí foi que o bicho pegou! Um engarrafamento “daqueles”!
 
Projeção internacional. Doutor em Direito do Consumidor, o advogado uberabense Lúcio Delfino foi convidado a proferir palestra no Congresso Internacional “O Poder Judiciário e o controle do tabaco”, marcado para abril de 2010, no auditório do Superior Tribunal de Justiça, em Brasília. Serão palestrantes no mesmo evento os ministros Antônio Herman Benjamin e Nancy Andrighi (STJ), a jurista Cláudia Lima Marques, o professor norte-americano Douglas Blanke, o advogado canadense Maurcie Régnier, a advogada francesa Emmanuelle Beguinot e o professor mexicano Alejandro Madrazo Lajous, entre outros craques em direito e controle do tabaco. O Judiciário brasileiro começa a despertar para os problemas causados pelo tabagismo e busca no exterior as experiências com ações de indenização movidas por famílias de vítimas de cigarro. No Brasil, Lúcio Delfino é considerado uma das maiores autoridades no assunto, tendo defendido tese de doutorado sobre o tema e publicado obra a respeito.
 
Extras. Ao que tudo indica, a Câmara Municipal de Uberaba vai precisar de sessões extraordinárias este mês para votar os projetos do Executivo que não podem ficar para 2010. Estamos de olho!

 







AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2021