ARTICULISTAS

Nunca desistir

Dom Paulo Mendes Peixoto
Publicado em 05/07/2024 às 17:47
Compartilhar

Os desafios da vida cotidiana podem ocasionar, nas pessoas, uma realidade de desânimo, de baixa autoestima e desistência. A serenidade e firmeza são frutos de algum tipo de apoio, porque nunca podemos dizer que somos perfeitos e acabados, tanto no aspecto da estrutura física como psicológica, social e espiritual. Numa doença, por exemplo, há necessidade do apoio médico e dos remédios.

O fato real dos limites humanos não significa incapacidade de superação. Os cristãos, principalmente em tempos desafiadores, buscam força e apoio nas outras pessoas, em Cristo e nas indicações de sua Palavra bíblica. Em certas catástrofes, que têm acontecido com muita frequência nos últimos tempos, o principal apelo se faz a Deus, em quem as pessoas de fé depositam confiança.

Há situações em que o desespero desestrutura totalmente a pessoa, a esperança vai a zero e a vida perde o sentido de existir. É justamente nestas circunstâncias muito pontuais que deve existir o reconhecimento dos limites e das incapacidades reais do ser humano. Somente a fé sobrenatural é capaz de reverter e preencher o vazio existencial desses momentos trágicos na vida das pessoas.

Muitas situações hoje ocasionam desespero e desistência. Podemos evidenciar os desastres provocados pela própria natureza e, em muitos casos, também com a destruição e cooperação humana; temos as guerras espalhadas pelo mundo, e dizem que podem chegar a mais de cem, e ainda as desavenças pessoais e localizadas, como é o caso das organizações criminosas espalhadas pelo país.

Os sofrimentos pessoais não podem ser causas de desânimo e desistência, porque o ser humano tem habilidades suficientes para sublimar grande parte de suas deficiências. Mesmo sabendo não ser um herói, deve continuar lutando pela própria libertação. O apóstolo Paulo diz que quem é fraco, debilitado e limitado é justamente aí que está a verdadeira força, pois ela vem de Deus (cf. II Cor 12,10).

Numa atitude de simplicidade e maneira humana de vida, Jesus não se deixa abater e nem desiste diante dos conflitos e das reações com que seus contemporâneos engendravam contra ele. A força pessoal que tinha não vinha de prestígio, fama, status social e poder, mas simplesmente de Deus. Essa realidade choca com o estilo de vida da cultura moderna, marcada por poder nas redes sociais.

 Dom Paulo Mendes Peixoto

Arcebispo de Uberaba

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Logotipo JM Magazine
Logotipo JM Online
Logotipo JM Online
Logotipo JM Rádio
Logotipo Editoria & Gráfica Vitória
JM Online© Copyright 2024Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por