JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 25 de junho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Lídia Prata ALTERNATIVA 13/04/2019

Foto/ Arquivo JM


Há mais de um ano a equipe do Globo Rural tem acompanhado o trabalho do empreendedor Marco Túlio Paolinelli, através do projeto Produtor de Águas. A reportagem será apresentada amanhã, às 8h, na Globo, e às 9h na GloboNews. Bairrista como só ele (embora não tenha nascido em Uberaba), Paolinelli também é um idealista. O projeto Produtor de Águas mostra bem essa faceta dele

Facilita Tudo
Programa Facilita Tudo, de inovação tecnológica na Prefeitura de Uberaba, rendeu o segundo prêmio “Cidades Inteligentes” à Codiub. Esse programa foi criado pela Codiub em parceria com o comitê de desburocratização e a Controladoria do município para, além de unificar os serviços da Prefeitura, apresentar novos produtos capazes de eliminar a burocracia e o desperdício no serviço público. Um exemplo dentro do Facilita Tudo é o Alvará Online, serviço que antes demorava semanas e consumia montanhas de papel e agora é totalmente digitalizado. O Facilita Tudo passou a disponibilizar serviços digitais em todas as áreas da PMU com mais rapidez e facilidade para o cidadão.

Dose dupla
Além do Facilita Tudo, a Codiub foi premiada também pela parceria formada com a Prefeitura de Sacramento para a criação do Sistema de Licenciamento Ambiental Online daquela cidade, outra fermenta que facilita a vida do empreendedor. Esta é a segunda premiação da Codiub por esse programa. A primeira foi em 2017, na primeira etapa do Licenciamento Ambiental Online, solução até então inédita em Minas Gerais. Quem diria! E pensar que até pouco tempo atrás a Codiub não passava de um “cabidão de empregos”...

Mineirinho
No ano passado a Codiub foi convidada a palestrar no maior evento de “Smart City” da América Latina, o Connected Smart Cities. O convite para o Connected 2019 também já chegou. Além disso, a Codiub deve entregar ainda esse ano o novo Licenciamento Ambiental Online, dessa vez completo, com todas as fases, assim como o novo Prontuário Eletrônico da Saúde, totalmente integrado com o SUS, e duas novidades que o presidente Denis Silva disse estar na fase de testes, mas que não revela nem por reza brava.

Congestionamento à vista
Atenção, motorista: fuja do trânsito no centro da cidade hoje. A Codau vai interditar a rua Artur Machado, entre a avenida Dr. Odilon Fernandes e a praça Afonso Pena, para manutenção em galeria de água pluvial. Obra para o dia inteiro. Tem mais: à tarde, será interditada também a rua Tristão de Castro.

Trato visual
Entorno do Parque Fernando Costa, desde o aeroporto, está na mira da Sesurb para uma faxina geral a partir da semana que vem, com vistas à ExpoZebu. Nessa época do ano em que Uberaba recebe muitos visitantes, aquela região da cidade carece de uma atenção especial, assim como as entradas de Uberaba.

Limpeza geral
Secretaria de Obras e Serviços Urbanos também já mapeou a cidade inteira e vai deflagrar nos próximos dias uma operação “sujeira zero” em toda a cidade. Além da limpeza das áreas públicas, incluindo capina, o secretário Toninho Oliveira montou equipes para limpar cerca de 60 terrenos particulares já autuados pelos fiscais de Posturas, sem que os proprietários tenham tomado providência. Após a limpeza, a Prefeitura vai mandar a conta para os cidadãos, com fotos dos terrenos antes da capina e depois da faxina. Se não pagarem, terão os nomes incluídos na Dívida Ativa do Município, ficando sujeitos a protesto também. Aí o nome é que vai ficar sujo.

Respeito antes de tudo
Advogado observador da cena política local avalia como “indevida” a atitude do vereador Thiago Mariscal, ao “invadir” áreas restritas em prédios públicos, como tem ocorrido ultimamente para postagens em redes sociais. Para o advogado (que não quer ser identificado, para não criar polêmica), essa atitude do vereador configura quebra de decoro parlamentar, pois fere princípios básicos institucionais e quebra da harmonia entre os poderes.

Modus operandi
Aos vereadores cabe fiscalizar os atos do Executivo, mas isso é relativo em locais considerados restritos, além de exigir responsabilidade por parte dos legisladores, sempre. Segundo o advogado, a visita a áreas restritas em prédios públicos só poderia acontecer após aprovação de requerimento pela Câmara e o seu devido encaminhamento pela presidência da Casa ao Executivo. A este, por sua vez, caberia autorizar a visita do vereador, em companhia de um preposto indicado, e com data e horário devidamente agendados. Já no caso de áreas comuns, as visitas são liberadas. O trabalho de fiscalizar deve ser feito de forma legal, correta, responsável e com o objetivo de proteger o bem público, e não para aparecer.


Jornalista Denis Silva, presidente da Codiub, recebeu esta semana o prêmio Cidades Inteligentes pelo programa Facilita Tudo, desenvolvido aqui em Uberaba
 

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia