JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 26 de março de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Wellington Cardoso Ramos FALANDO SÉRIO 08/03/2019

Demissões
Mais dois servidores municipais de carreira foram demitidos na semana passada por decisão de Câmara Disciplinar da Controladoria.

Faltas
Nos dois casos, faltou assiduidade para que permanecessem no serviço público.

Tombo
Ao se solidarizar com conhecido e tentar reparar o telhado de sua casa, o vereador Barbeirinho caiu de altura de três metros. A escada em que estava não se firmou no piso.

Colete
Com cortes nas mãos e dores na coluna, o edil está usando colete desde o fim de semana.

Acordos
A cada dia mais o Ministério Público celebra Termos de Ajustamento de Conduta para recuperar dinheiro desviado, sem dolo, dos cofres públicos. Inclusive em Uberaba.

Vai avançar
E, segundo o coordenador do Grupo de Apoio às Promotorias de Defesa do Patrimônio Público, a tendência é avançar ainda mais neste rumo.

Rapidez
Explica José Carlos Fernandes que a ação do MP ocorre com mais agilidade do que, naturalmente, a tramitação de um processo, aliviando a sensação de impunidade.

Criminal
O acordo para reparação só não é feito quando o promotor que atua no caso entende ter havido má-fé do investigado. Nesse caso, é ação criminal mesmo.

Até no criminal
E chegará também o momento em que um criminoso poderá se confessar culpado e transacionar pena com o MP, evitando os gastos da máquina pública com processo.

Calmaria
O carnaval funcionou como água na fogueira e o estresse das duas semanas anteriores, entre vereadores, parece ter desaparecido.

Contra
Com grande chance de sequer receber uma resposta, o vereador Almir Silva enviou correspondência ao presidente Bolsonaro se dizendo contra a reforma da Previdência.

Ousado
E sugeriu ser dada ao cidadão a opção de contribuir para o INSS ou previdência privada. Hoje, a contribuição ao Instituto é obrigatória para quem tem carteira assinada.

Apreensão
Condutor inabilitado com veículo retido por agentes de Trânsito recorreu a amigo “habilitado” para entregar a direção.

Pode?
Quando a CNH do amigo foi exibida, os agentes constataram que o documento estava vencido há mais de trinta dias.

Beneficente
Suellen & Franciely fazem show beneficente no Soho Pub nesta 6ª feira, a partir das 21h. Um quilo de alimento e um produto de higiene pessoal valem como ingresso.

Assistência
Outras dez artistas estarão se apresentando em homenagem ao Dia das Mulheres e a arrecadação será destinada a três casas de acolhimento previamente anunciadas.

Não é incomum
Indicação de candidatos ao Legislativo apenas para completar chapa, do que é acusado o PSL/MG, não é novidade por aqui, sem a agravante do desvio de dinheiro.

Comum
Quase todos os partidos têm os seus “cabeças de chapa”, nos quais são concentrados esforços de eleição, e uma maioria de quase “anônimos”.

Zebra
Os “anônimos” ajudam a fazer com que a sigla atinja o número de votos para ter assento no Legislativo. Vez ou outra dá zebra, com a eleição de um deles.

Coligação
Para o ano que vem, uma mudança importante no pleito proporcional: não haverá coligação entre partidos. Será cada um por si.

Briga de foice
E a partir do meio do ano haverá mais uma “batalha” por siglas partidárias, algumas das quais sempre estiveram abertas a negociações. Na base do quem dá mais.

Sem comando
E como a coluna já revelou, mais da metade das siglas está sem comando em Uberaba, incluídos o PP e o PSDB, que tiveram candidatos em 2016, mas não elegeram ninguém.

Renovação
O PP, que agora tem Franco Cartafina entre os filiados, por Brasília, e o PSDB, que saiu do controle de Caio Narcio, não reeleito, vão se reestruturar, certamente.

Ameaça declarada
Circulando em Araguari vídeo em que é feita ameaça contra a vida de alguns moradores da cidade, três dos quais já foram vítimas de atentados.

Com ficha
A maioria dos ameaçados tem ficha criminal ou está presa.

Tragédia
Em Serra de Salitre, no Alto Paranaíba, homem perdeu o controle do carro e caiu dentro de rio. Morreram ele, a esposa, dois filhos (6 anos e 1 ano e 6 meses) e a cunhada.

Burocracia
No Maranhão, juiz federal extinguiu processo de concessão de benefício previdenciário, sem julgar o mérito, porque faltava o comprovante de residência do autor. Jesus amado!

Reparando
O Tribunal Regional Federal anulou a sentença e determinou que os autos retornassem à Vara de origem.

Descabida
Corte julgou descabida a exigência do magistrado, por não haver previsão legal. Como sofre o cidadão brasileiro!

“Viver é desenhar sem borracha.”

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia