JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 19 de março de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Lídia Prata ALTERNATIVA 11/01/2019

Foto/reprodução


Novo presidente do Legislativo Municipal, o vereador Ismar Vicente, o Marão, anda com agenda cheia de visitas de lideranças comunitárias lhe desejando uma boa gestão. Nessa quinta-feira recebeu o presidente do Codau, Luiz Guaritá Neto. Na oportunidade, Ismar externou a ele sua preocupação com o volume excessivo de reclamações que tem recebido contra o estacionamento rotativo

Café requentado
Com o Brasil cada vez mais dependente da importação de fertilizantes para o agronegócio, ficou fácil para o prefeito Paulo Piau conquistar o apoio do governador Romeu Zema a abraçar a proposta de retomar os projetos de gasoduto e fábrica de amônia, obviamente com nova roupagem. Na verdade, o Estado ficou só no lero-lero, com idas e vindas intermináveis que só trouxeram esperanças vãs e decepção aos uberabenses. Mas, segundo o prefeito, “Uberaba não se deu por vencida”, nem poderia, em razão dos prejuízos enfrentados pelo município decorrentes da falta do gás. A reivindicação tem sabor de café requentado, mas quem sabe desta vez fique mais palatável?

Dados técnicos
A um governador visivelmente atento e interessado nas informações, técnicos da Fundação Getulio Vargas praticamente conduziram a apresentação de Uberaba sobre gasoduto e fábrica de amônia. A FGV fez estudo de viabilidade, a pedido da Prefeitura, e apresentou dados pontuais de mercado, retorno de investimento, interesse da iniciativa privada, etc. Segundo Piau, “levamos bola na marca do pênalti, nos 45 minutos do segundo tempo. Agora é só o governador chutar pro gol”.

Ponto de vista
Na avaliação do prefeito, é importante ver a disposição do Estado para competir, mesmo estando com os cofres vazios. Ele pondera que Minas tem estrutura fiscal na mão, além de braços fortes, como Codemig e Gasmig, para abraçar a causa do gasoduto. As tratativas com o Estado poderão deslanchar daqui pra frente. Oremos!

Caminho único
“Seja no capitalismo americano ou no socialismo chinês, fortalecer o setor produtivo é o ponto de partida para se construir infraestrutura, melhorar a educação, saúde, segurança, previdência e tudo mais que melhore a vida do povo. No Brasil, esse conceito ainda não ganhou uma dimensão cultural e, por isso, o país não ganha confiança externa, não atrai investimentos, nem cresce na economia para gerar emprego e renda para os brasileiros”, reforça Piau. Difícil é mudar a mentalidade dos nossos governantes para enxergarem as prioridades e colocá-las em ordem de viabilização.

Agora vai?
Ainda entusiasmado com a reunião de quarta-feira em BH, o prefeito arrematou: “Minha alegria e do secretário José Renato foi perceber que o governador Zema tem percepção muito clara deste conceito, que é global. Assim, por mais que o Estado esteja com dificuldades financeiras, ele pode avançar muito e eu acredito nisso, no fortalecimento da economia de Minas Gerais... E o melhor é que Uberaba está absolutamente preparada para entrar nesta onda positiva de desenvolvimento econômico e, por via de consequência, no desenvolvimento socioambiental”.

 Acelera, pessoal!
Próxima cartada de Uberaba junto ao governo de Minas será a defesa do projeto do aeroporto regional no Cinquentão. Esse projeto já conta com o aval do presidente Fiemg, Flávio Roscoe, que é muito ligado a Zema e foi um dos principais articuladores de sua campanha eleitoral no ano passado. Ainda não há uma data definida para a nova reunião com o governador, mas é certo que o prefeito pediu para a sua equipe agilizar os estudos de viabilidade do aeroporto regional, com todos os detalhes técnicos e de viabilidade econômica.

Ê fumacê...
Vereador Rubério Santos foi pessoalmente ao Centro de Zoonoses, nessa quinta-feira, pedir urgência na retomada das ações do fumacê no Valim de Melo e Chica Ferreira. Mas ouviu da diretora Lara Batista que nos próximos dias o Zoonoses estará empenhado exclusivamente no levantamento do primeiro LIRAa do ano. Só depois desse trabalho concluído poderá intensificar o fumacê e/ou as visitas dos agentes de combate a endemias. Esse levantamento norteará as ações, identificando onde será necessário priorizar o trabalho de combate ao mosquito da dengue.

Infestação
Tanto no Valim quanto no Chica Ferreira, a comunidade reclama da infestação de mosquitos. Tanto assim que até mesmo o pároco da igreja Santa Bárbara, padre Fábio Meira, encaminhou ofício solicitando intensificação do fumacê naquela região da cidade.

A perder de vista
Vereador Agnaldo Silva está tentando junto ao prefeito Paulo Piau o parcelamento dos débitos levados a protesto pela Prefeitura de Uberaba. Ele argumenta que os contribuintes não têm condições de pagar à vista esses débitos tributários e, com isso, ficam com o nome “sujo” na praça.

Sopa no mel
Por falar em protesto, entra em vigor no dia 28 deste mês a Lei 23.204/2018, que posterga o pagamento das taxas de cartório. Essa lei desobriga o credor de pagar as taxas de cartório na apresentação do título. Elas serão pagas apenas pelo devedor, na liquidação do título ou no cancelamento. Para as empresas que estão com inadimplência alta em sua carteira, a notícia soa como música.
 

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia