JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 27 de março de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Virgínia Abdalla VIRGÍNIA ABDALLA 18/02/2019

 On line
Sou Virginia Abdalla, colunista há mais de trinta anos. Ao longo desse tempo, assinei coluna social autoral, trabalhando com conteúdo ético e abrangente. Espaço aberto para reportagens sociais e voltado também para comportamento, lifestyle, moda, cultura, gastronomia, ciências e tendências. Editei cadernos especiais de jornais e revistas, comandei programa de entrevistas em TV local e integro o quadro de colaboradores da publicação JM Magazine e da revista Carta do Líbano, sempre procurando destacar pessoas pelo seu talento e fatos pela sua importância transformadora.

Este é o foco do meu trabalho jornalístico, em prospecção para meu Blog, desde 2012 - um novo e necessário caminho para fincar os pés no presente e tecnológico universo – e, a partir de hoje, nesta coluna on line aqui no nosso querido e importante Jornal da Manhã, o veículo-chave do respeitado Grupo JM de Comunicação.

Sou graduada em Pedagogia pela Faculdade de Ciências e Letras Santo Thomaz de Aquino - com especializações no setor - e pós-graduada em Educação Latu Sensu pela Universidade de São Carlos, além de atuar como empresária durante vários anos. Mãe, avó, filha e mulher que eventualmente também se permite expressar através de produções de arte sustentável.

O futuro é agora! Não é mesmo, Larissa Prata Ciabotti Santos?...

Colunismo social
À propósito, choramos muito a partida de Ricardo Boechat na semana passada. Grande, brilhante e independente voz do jornalismo brasileiro, mas que nunca teve em mãos diploma que o habilitasse oficialmente para a função. O que pouca gente sabe é que foi Boachat foi quem inventou o moderno colunismo social, através da Coluna do Swann, no jornal “O Globo”, que se tornou, naquela época – final dos anos 80 – uma das mais importantes do país.

Boechat começou fazendo um bico, na então já famosa coluna do Ibrahim Sued (aqui tivemos o nosso amado mestre Ataliba Guaritá Neto), onde começou a inserir a notícia como protagonista principal.

Atualização que começou a seguida por todos os que vieram depois. Tanto no eixo Rio – São Paulo – Brasília, como nas demais capitais brasileiras e até em cidades expressivas do interior, como Londrina e Uberaba.

Um deslumbre!
Consigo definir assim, a tarde de batizado de Maria Luiza Tuychi Assis Figueiredo com ares de principesco domingo em família, no Espaço Golf, o melhor e mais elegante de Ribeirão Preto. Tudo orquestrado com para que o evento soasse perfeito, da decoração sofisticada – arranjos e arcos suspensos cobertos de flores cor-de-rosas e brancas e outros, sobre as mesas- ao menu impecável e requintado. Notas harmoniosas do grupo de violoncelistas com repertório clássico contemporâneo completaram o perfil do local e dos chiques e belos anfitriões. Todos vestidos de branco para celebrar a paz selada pelo sacramento do.batismo. Destaque à parte para as lembrancinhas personalizadas, by Carolina, da Puro Fricote, sempre criativa e cheia de lindas idéias. Sonho transformado em realidade.

Bela e amada família Tavinho Junqueira Figueiredo e Fernanda, com os filhos Luiz Neto e Maria Luiza

 

Driblando a censura
Um dos pontos altos da carreira de Bibi Ferreira foi, sem dúvida, sua interpretação como protagonista da peça musical Gota d´Água, de Chico Buarque e Paulo Pontes (então sexto e último marido de Bibi), que tive a honra de assistir – e me impressionar – em palcos paulistanos.
Dividida em dois atos, A Gota d'Água espelha uma tragédia urbana, adaptada da peça grega clássica de Eurípedes. No caso, Joana, a Medéia de um subúrbio carioca, que prefere a morte ao abandono do amado Jasão. Nesta montagem original, do finalzinho dos anos 70, também faziam paetê do elenco Oswaldo Loureiro, Roberto bonfim e Bete Mendes, entre outros grandes.

IMAGENS QUE SÃO NOTÍCIAS

Querida por todos, Rita Guido sorpou velinhas rodeada de amigas, entre elas as irmãs Paula e Mônica Mendes Martins


 No Bahrein, em temporada de curtição do Oriente Médio, Esther Luiza Hercos, Soraia Baroni, Nádia e Maíta Prata


Super mestra Karla Borges, destaque ao lado dos filhos Guilherme e Raquel, psicóloga já em vias de especialização



Em Sampa, para mais cursos de arranjos de flores, Cecilinha Cecílio brindou o niver da filha Marcella no chique La Tambouille

Alicia Gomes universitária de
Arquitetura em Juiz de Fora

(Foto/Paulo Lúcio)


Iesmim com seu filho José Eduardo Luppi e a irmã Márcia Ribeiro no Museo del Jamon em Madri

Ana Luiza desta vez está nas ruinas do Cambodja Rosinha Brito levou a mana Dadaça para comemorar o niver dela em Buenos Aires 


Mônica Hial Abreu mais uma vez sai à frente e pilota temporada de moda outono. Líndíssimas as coleções

Samba e feijão preto
A parceria entre a equipe de Léo Naves e Arnaldinho Prata transformou a versão 2019 da tradicional Feijoada do Jockey num dos bons eventos populares deste início de ano. O show do Raça Negra levou todo mundo a cair no samba; a organização foi sensacional, sem os desagradáveis excessos que se viam antes.
Tudo digno de aplausos. Agora sim. Parece que podemos voltar aos melhores tempos desta festa que ficou famosa como animada pré-carnavalesca para joqueanos e convidados.
Confiram as fotos de PAULO LÚCIO que você vai ver primeiro aqui.


Arnaldinho Prata e Ana Letícia, Marilda e Beto Nóbrega

Veja mais conteúdos acessando www.virginiaabdalla.com.br

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia