JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 26 de março de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Raquel Ribeiro #FICADICA 17/02/2019

HIGH SPEED AWARDS

Que orgulho! Está rolando no PORTAL HIGH SPEED BRASIL a 1ª edição do High Speed Awards em que eles homenagearão profissionais da imprensa e personalidades do automobilismo. Bacana, não é? O mais bacana é que os meninos do Tomada de Tempo, que são competência pura, fazem parte da lista de opções no quesito “Melhor Portal ou Site”. Aproveite seu domingo, entre no portal e vote nessa galera, que merece, e muito, esse reconhecimento. Para votar, acesse: www.highspeedbrazil.com.br/votacao. Conto com seu voto!

BOECHAR

Na segunda-feira (11), o Brasil inteiro se sensibilizou com a morte repentina do competente Ricardo Eugênio Boechat. E mesmo que tardiamente, o reconhecimento ao Homem que foi Ricardo Boechat é inevitável.

O jornalista foi um profissional inquestionável. Atualmente, Boechat atuava como colunista da revista IstoÉ, âncora do Jornal da Band e da Rádio BandNews FM, e, ao longo de sua carreira, esteve presente nos principais jornais do nosso país.  Homem sério, mas que carregava um largo sorriso quando o assunto era sua família.

Unidos pelo trabalho, Boechat casou-se pela segunda vez com Veruska Seibel, a quem carinhosamente chamava de “Minha Doce Veruska”.

Mas doce mesmo ele era com os filhos. Pai de Bia, 40; Rafael, 38; Paula, 36; Patrícia, 29; Valentina, 12, e Catarina, 10, Boechat se derretia com eles, principalmente com as duas caçulas, do qual foi pai depois dos 50 anos e dizia ser pai com todos os defeitos de avô.

Foi um Paizão, um profissionalzão e um maridão e, como tudo que é demais, foi um ser humano. Teve problemas graves de sáude e, como uma figura pública, não escondeu a sua doença, podendo assim ajudar outras pessoas que poderiam estar na mesma situação. Tratou-se e, aos 66 anos, estava VIVENDO uma fase aparentemente tranquila e feliz. 

A toda a Nação, que se sensibilizou e sentiu a morte do Doce Boechat, fica a sensação de que é realmente preciso dar valor no agora, porque não sabemos se iremos almoçar, ou não, em casa. Portanto, temos a obrigação de VIVER antes que o amanhã não chegue.

PARA PRINCESAS

Não parece, mas este é um quarto de uma pequena princesa. Com ar vintage, o quarto foi inspirado nas princesas que vivem nas florestas encantadas. Por que eu amei? Porque sai do óbvio, do comum e é um charme só, além de a criança poder aproveitar por muitos e muitos anos o mesmo décor do quarto. A cama é a protagonista; em madeira, reproduz um modelo antigo e pede combinações mais suaves, como os cestos, o vestido, os quadros na parede. O alce, além de ser um charme, dá um toque superespecial ao décor, completando o ambiente.

VELHO + NOVO = OS MAIS LINDOS AMBIENTES


Esta equação, com certeza, é na decoração a mais certeira de todas. Misturar mobiliário e objetos de decoração de épocas diferentes, além de ser uma arte, revela estilo e dá vida ao ambiente.

Para não errar na mistura e rebocar o que era para ser lindo, se você não tem o dom, chame um arquiteto ou decorador. Agora, se você é capaz de colocar aquela peça da vovó em meio a sofás e móveis com linhas retas e design moderno, mãos à obra. O que está na moda é o que faz a sua cabeça e o que conta a sua história, portanto, encha os ambientes da sua casa de histórias e memórias. Além de ficar lindo, você vai amar o resultado.

MAIS DE 3 MILHÕES

Já falei aqui, por duas vezes, sobre o quanto vale a pena assistir tanto a peça quanto o filme Minha Vida em Marte, estrelado por Mônica Martelli e Paulo Gustavo. Que o longa é um sucesso de bilheteria não é novidade. Uma semana após sua estreia, o filme já havia superado o sucesso de seu antecessor, Os Homens São de Marte... E É Pra Lá Que Eu Vou, batendo a marca de um milhão de espectadores, número que o primeiro filme demorou 21 dias para alcançar. E um detalhe importantíssimo, que não pode passar em branco, é que a estreia do filme foi no dia 25 de dezembro, época em que as pessoas estão focadas nas festas de fim de ano e, mesmo assim, não deixaram de garantir a pipoca e boas risadas. Minha Vida em Marte já chega a mais de três milhões de espectadores e ainda está em cartaz em alguns cinemas do país.

A TAL DA MUSCULAÇÃO 

Meu Deus, eu tremia nas bases só de pensar em cogitar a possibilidade de fazer a tal da musculação. Coisa chata, monótona e sem graça. Mas chega uma hora, ou melhor, chega uma idade em que a lei da gravidade começa a atuar no seu corpo e tudo, literalmente, começa a cair, ou melhor, a despencar. E antes que não tenha mais solução, eu recomendo: Faça musculação! Além de melhorar a parte estética, modelando melhor o corpo, ela tem o poder de eliminar gorduras e aumentar a massa muscular, ou seja, você, além de linda, tem uma vida mais saudável.

Além disso, ela ajuda a melhorar a postura, fortalece a frequência cardíaca, a pressão arterial e torna o coração mais saudável, hellooooo! Não tem idade para começar, então, baixinhos e altinhos, “bora” malhar!

MARRONZINHO BÁSICO
O Marrom é o novo preto da vez. Confesso que tenho muita dificuldade com a cor. Quero só ver como vou me virar nessa. O marrom será a cor neutra e básica da vez. Na próxima estação, os tons terrosos vão invadir as ruas com os looks das fashionistas em produções monocromáticas ou combinados a peças de outras cores sóbrias, direto do street style da NYFW, que aconteceu em Nova York, para o mundo.



AINDA SOBRE A MODA NO INVERNO 

E para quem não gosta de casacos grandes e compridos, a notícia é excelente. As fashionistas usaram e abusaram dos casacos mais curtinhos, os Mini Coats, pelas ruas de NYC. Os casacos oversized também estarão presentes nas ruas neste inverno, mas os casacos de comprimento míni, mais ou menos na altura da cintura, também vão compor vários looks neste inverno.

 


 

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL 

Estamos na onda Fit, Lowcarb, zero lactose e zero glúten. Se isso é bom, é ótimo. Estamos cada vez mais acordando e reconhecendo que a alimentação é nosso melhor remédio contra todas as doenças possíveis e imagináveis. Porém, precisamos ficar atentos ao modismo. Todo início de ano é a mesma coisa: academias lotadas, um ano novo fit e com uma alimentação um pouco mais saudável, mas longe do ideal. Estamos acostumados a ver o resultado da tia, da prima e pegar como base a dieta que as outras pessoas fazem, acreditando que ela será a ideal para o nosso organismo. E é aí que mora o perigo! Precisamos, de fato, ter uma alimentação saudável. E alimentação saudável, meus caros, é aquela em que podemos comer de tudo, na quantidade ideal para o nosso organismo. Mas, se você quer perder peso, talvez seja necessária alguma restrição alimentar. Nesse caso, é imprescindível a atuação de um bom profissional, que se dedicou e estudou a fim de saber nos orientar sobre a melhor forma de nos alimentarmos para alcançarmos nossos objetivos. Se você está na pegada fit, continue, mas não deixe de procurar orientação com um profissional. Eu garanto que seus resultados serão melhores que o da tia ou da vizinha que fizeram “a dieta do momento”

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia