JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 26 de março de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Cristina Vasques MODA & ESTILO 24/02/2019

Perdemos o mestre da criatividade e da modernidade

Eu desenho como eu respiro. Você não pede para respirar, apenas acontece” 
Karl Lagerfeld

Karl Lagerfeld, designer de moda alemão e um dos maiores ícones do mundo fashion, morreu aos 85 anos nesta semana, em um hospital de Paris. Karl era responsável por várias mudanças tanto na Chanel quanto na Fendi. Ao longo dos anos, o estilista atualizou as estruturas da clássica Chanel, levando charme para as jaquetas de tweed, acrescentando brilhos e formas mais leves às peças, além de referências da cultura pop contemporânea para os designs reconhecidos da fundadora Gabrielle Chanel.

MORREU Lagerfeld, o estilista mais famoso do planeta

Karl Lagerfeld, diretor artístico da Chanel, nasceu em 10 de setembro de 1933, em Hamburgo. Era filho de Christian Lagerfeld, empresário sueco que introduziu o leite condensado na Alemanha. Desde cedo fascinado pela moda, Karl foi para Paris em 1953 e não demorou para chamar atenção. O menino, um apaixonado por moda e história da arte, aprendeu a falar francês, italiano e inglês. Karl Lagerfeld destacou-se pela primeira vez na moda em 1955, quando participou de um concurso de modelos de mantôs (um tipo de casaco comprido, como um sobretudo), promovido pelo International Wool Secretariat, aberto a qualquer jovem designer amador. Ele ganhou o prêmio pelo melhor desenho da peça, dado por um júri no qual estavam Pierre Cardin e Hubert Givenchy, e o convite para o seu primeiro trabalho em uma casa de costura. 

Em 1963, como freelancer, começou a idealizar coleções de peles e de prêt-à-porter para a marca das irmãs Fendi. Usando peles de toupeira, coelho e esquilo, consideradas pouco nobres para criações requintadas, e as tingindo de cores ousadas, ele colocou a Fendi na liderança absoluta do setor e conquistou vários prêmios internacionais. Ainda com criatividade represada, em 1970, também começou a desenhar para a Casa Chloé francesa.

Ao mesmo tempo que a carreira de Karl estava em plena ascensão, a Maison Chanel passava anos de mesmice e decadência após a morte Coco, em 1971. No ano de 1983, com a criatividade solidamente estabelecida como uma força da moda do momento, Lagerfeld tornou-se o diretor criativo e estilista da grife.

"Sou como uma caricatura de mim mesmo e gosto disso”, dizia Karl em uma citação lendária e muitas vezes reciclada para transmitir a pessoa que ele gostava de interpretar. “É como uma máscara. E, para mim, o carnaval de Veneza dura o ano todo.”

Na época, a notícia causou um frisson entre os fashionistas, uma vez que havia uma grande diferença entre o estilo atrevido do designer e o discreto e refinado de Coco Chanel. Para a surpresa de todos, entretanto, ele conseguiu recriar a fama e a força da maison mais importante do século 20 sem perder o DNA do estilo e da tão forte personalidade de Gabrielle Chanel.


O homem de sucesso da moda, como ficou conhecido, soube respeitar as características que fizeram da Madeimosele a estilista mais importante do século passado. Além do comando da marca, Coco Chanel e Karl Lagerfeld têm algumas características em comum. Assim como Coco fazia, Karl gostava de enobrecer materiais simples e de chocar a sociedade, invertendo a lógica da estética do seu tempo. Ele não pensava em aposentadoria. Desenhava 14 coleções por ano e dizia que tudo é uma questão de se manter informado e curioso. 
Karl Lagerfeld fez história e vai fazer muita falta!

Lagerfeld se vestia de preto por achar mais fácil.

“Mas também uso outras cores, principalmente cor-de-rosa e, no verão, muito azul. O que eu evito é misturar cores, para não ficar parecendo uma arara”

 

 

 

 

 

  

Em 2017, o estilista mais poderoso e famoso do mundo foi reconhecido com a maior honraria da capital francesa, a Médaille Grand Vermeil de la Ville de Paris – distinção concedida pela prefeitura a pessoas que contribuíram notavelmente à cidade. “Você é Paris”, disse a prefeita Anne Hidalgo, na ocasião. “Paris te ama”

Terninho solto e confortável
Alguns podem até ser acinturados, mas os modelos mais modernos são retos e com calça oversized! Outras tendências para esse que é um uniforme superprático na hora de trabalhar ou simplesmente bater perna por aí é xadrez em cores fortes e brilho acetinado. E, se for para a balada, é bacana usar com blusa transparente por baixo ou mesmo sem nada e ele abotoado.

 

 

Pets na passarela
O desfile da Lela Rose na Semana de Moda de NY surpreendeu com cachorros nas passarelas ao lado das modelos! A estilista selecionou os pets mais fofos para participarem do “Roseminster Dog Show”. E parte do lucro dessas peças vai ser revertida em doação para a ONG ASPCA (Centro Americano de Prevenção à Crueldade com os Animais). Aplausos para Lela Rose! 

  

 

 

 CLIQUES CHIQUES

 


 


 
 Luciana Leite, sempre impecável, escolheu saia em três tons e top branco. Acertou no visual, arrematado por bolsa LV!  Maria Paula Montes usa look poderoso de inverno para enfrentar o frio de Amsterdam

 

 
 
 
 
 Maria Cunha Ribeiro usa vestido deslumbrante, amarelo, com babados e fenda  Juliana C. Mendes, Bruna Borges e Isadora Hueb apostam nos candy colors e arrasam nos modelos de seus vestidos e nas bolsas de festa

 



 


 
Paula Moreno Campos e Fernando Seixlack, prontos para brilhar na noite Julia Ribeiro e Vanessa Ribeiro, lindas em tons de rosa

 

Vestidos de verão

O seu estilo é você, escolha a tendência que mais combina com seu estilo de vida, como fizeram as antenadas fotografadas por Ramon Magela:
Fabiana Milazzo aposta no conforto para a moda festa. Ela se inspirou no universo lúdico dos sonhos para mostrar seus tradicionais bordados em versões mais suaves e diurnas, feitas com contorno de linhas e paetês em tecidos leves, como o tule, a organza e o chiffon de seda

Luiza CecÍlio Letícia Abu Ana Vera Palmério

 

 

Lara Cecílio Larissa Lasmar

 


Iódice resgatou a mulher sexy e feminina, apresentando mix de cores e estampas em vestidos leves e assimétricos, além de detalhes como listras e fendas

Top trends de verão
No Verão 2019, a liberdade de escolha é total, com opções de looks bem femininos e superdemocráticos


A transparência é puro charme e ainda proporciona leveza e sensualidade ao visual, como mostra Gisele Bündchen

A alfaiataria continua em alta. Qualquer peça, desde um short até um terninho bem cortado, é modernidade e classe em evidência, não é mesmo, Victoria Beckham?

 

 


Materiais naturais com cara de artesanais (como palha ou couro) nos cintos, nas bolsas, nos brincos e nas tiaras

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia