JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 20 de maio de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Gisele Barcelos CHECKLIST MUNDO 11/03/2019

Viagem 2.0 – a tecnologia a serviço do turismo

A tentação cruzou o meu caminho. Pulou bem na minha frente em uma janelinha que apareceu no canto da tela, enquanto eu navegava pela internet. A danada era uma mensagem pop-up que anunciava promoções incríveis de voos para a China, Japão, Rússia e Vietnam, destinos internacionais que estavam escondidos pelo medo na minha wishlist de viagens.

Claro que conhecer um novo país sempre gera um friozinho na barriga, ainda mais quando se viaja sozinha. Foi assim na Inglaterra, na Escócia e até no Peru que fica aqui do lado. Agora, por mais que o território fosse desconhecido, foi fácil me ambientar porque eu compreendia as conversas na rua e sabia o que estava escrito nas placas ao meu redor. Então, nem sequer hesitei na hora de comprar as passagens antes.

Mas como desembarcar sozinha em um lugar onde o próprio idioma é um enigma? Essa era a dúvida que me impedia até então de sequer clicar nas promoções para os destinos que não contam com tecla SAP. Porém, a resposta (ou o fim das desculpas!) surgiu de forma inocente ao observar uma amiga interagir com o crush dela utilizando apenas um smartphone, a internet e o Google.

Explico: por coincidência do destino, o rapaz era de família japonesa e o passatempo se tornou descobrir como dizer “Meu nome é...”, “Você é engraçado”, “Durma bem” e outras frases no idioma nipônico para enviar mensagens no whatsapp.

O interessante foi descobrir que o Google tradutor já não é mais aquela ferramenta rudimentar e cheia de expressões de sintaxe duvidosa. Hoje o aplicativo até fala por você em outra língua e com pronúncia de dar inveja!

Descobri depois que o tradutor do Google funciona tão bem que já intermediou até uma compra na Rússia. Sim, queridos leitores, gente como a gente, que não sabe uma palavra em russo e sem um intérprete particular, conseguiu pechinchar o preço de um casaco só com um celular em mãos.

A ferramenta traduz mais de 90 línguas e está super simples de usar, tanto online quanto offline. O app permite até entradas de voz para tradução de conversas em tempo real com pessoas que falem outro idioma (o que ajuda bastante na negociação de casacos!).

Além disso, foi inserida uma função que traduz textos de fotos, como em placas e menus de restaurantes. Ou seja, a tecnologia nos salvou até de surpresas desagradáveis na hora do almoço ou jantar!

Se o medo é ficar perdido e sem ninguém por perto para pedir informações, a solução também pode estar no seu smartphone. Minha mente nunca se localizou nos tradicionais mapas impressos em papel, mas agora com o GPS na palma da mão e cada passo retratado em tempo real ficou muito mais fácil descobrir quando estou indo para o lado errado e corrigir a rota. O melhor é que existe a possibilidade de baixar os mapas no aparelho e utilizar até quando a internet estiver fora do ar.

A lista de soluções práticas proporcionadas pela tecnologia não para por aí. Aplicativos como o opentable já permitem reservar mesas em restaurantes sem precisar sofrer para se explicar por telefone e ferramentas similares ao iFood também facilitaram pedir comida a domicílio quando você está longe de casa e não domina o idioma local. Fome, nunca mais!

Mas para quem prefere não confiar tanto nas máquinas e sente falta do contato humano, tenho outra boa notícia: os brasileiros estão por todo o canto do planeta e muitos conterrâneos ganham a vida no exterior justamente como guias turísticos que falam em português tupiniquim.

Com a tecnologia (juro que é a última vez que falo dela!), nem preciso dizer que é muito fácil encontrar esse pessoal, né?! Basta uma rápida pesquisa na internet, alguns cliques e voilá! Já estamos conectados por email, whatsapp ou alguma outra rede social.

Não sei quanto a você, mas tudo isso foi suficiente para me convencer a deixar o medo de lado e planejar o próximo embarque. Me despeço esta semana, já de olho nas promoções de passagens. Sayonara!

*Gisele Barcelos é uma jornalista viajante, que adora pesquisar e montar roteiros para aventuras pelo Brasil e exterior. Além de escrever sobre política no Jornal da Manhã, é autora do blog Checklist Mundo, onde compartilha suas andanças e experiências pelo mundo afora.

 

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia