JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 21 de julho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Fernando Vieira Filho

Quatro atitudes para uma vida plena

Hoje eu quero falar com você sobre os transtornos mentais mais comuns e que, se não tratados, podem levar à incapacitação para uma vida de qualidade e plena.
Você está... tratando a depressão? Tratando a ansiedade e o estresse? Tratando o pânico? Tratando as fobias e manias? Tratando a dependência química?
Embora os medicamentos psicotrópicos e antidepressivos sejam respeitáveis e necessários, saiba que este auxílio químico trata somente os sintomas destas doenças, ajudando o paciente a colocar sua "casa interna" em ordem e estável. Nada mais. Eles não curam o transtorno em sua origem.
O que vai ajudar, realmente, é o doente iniciar um processo de mudança em sua vida, para uma cura verdadeira e definitiva.
 
Se este é o seu caso, chegou a hora de se propor a um trabalho disciplinado nestas quatro atitudes:
 
1. GRATIDÃO – Seja grato por tudo que a vida lhe ofereceu até esse momento. A gratidão é um remédio que, talvez, você tome em poucas doses em seu dia a dia. A mania de reclamar se instala quando você pensa que as coisas nunca estão boas o suficiente. Reclamação “atrai” negatividades para sua existência.
 
2. PERDÃO – Perdoe a tudo e a todos e, principalmente, a você mesmo. Lembre-se que perdoar é esvaziar, é “evacuar”, é jogar na desimportância este lixo emocional – mágoa ou ódio, e culpa – que você guardou em seu íntimo, decorrente das decepções sofridas ao longo de sua vida.
 
3. CARIDADE – Faça o bem de forma sistemática e rotineira, pois todos nós estamos sujeitos à lei inexorável de causa e efeito. O bem que você causa hoje resultará no bem que o Universo lhe trará de volta, no futuro. 
 
4. ENTUSIASMO – Procure exercitar o entusiasmo (do grego: “Deus dentro de você” ou “estar possuído de Deus”), porque a força para implementar a sua mudança interior vem de Deus. Assim, ter entusiasmo é se abastecer de Deus.
 
Estas são atitudes que, aliadas à psicoterapia bem direcionada, ajudam, de forma efetiva, no tratamento dos transtornos mentais, bem como são importantes na prevenção dos mesmos.
 

 

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia