JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 26 de março de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

SAÚDE

O que acontece com seu corpo quando você dorme bem

Saiba os benefícios a curto e longo prazo de manter boas noites de sono

12/03/2019 - 09:46:30.

Em meio às intermináveis tarefas diárias, ir para a cama acaba ficando em segundo plano. Mesmo sabendo os benefícios de uma noite bem dormida, para muitos acaba sendo tarefa dificílima dormir cedo. Pesquisa de 2016, publicada na revista Science Advances, aponta que os brasileiros, junto com japoneses e cingapurianos, são os que dormem menos, uma vez que têm o hábito de se deitarem mais tarde que o resto do mundo, que já está de olhos fechados por volta de onze horas da noite.

O problema afeta diversas áreas da vida, podendo favorecer a obesidade, diabetes, depressão e doenças cardíacas. Quem pensa que não precisa das oito horas de sono é melhor se preparar para mudar de hábitos. Veja o que acontece a curto, médio e longo prazo quando se descansa o necessário por dia.

Depois de uma noite
Já ouviu alguém dizer que quanto mais dorme, mais sono sente? Talvez seja um alerta do corpo para dizer que aquele tempinho negligenciado está fazendo falta todos os dias. Mesmo que as oito horas sejam sempre citadas, há realmente que não precisa disso tudo. Assim, ficar contando os minutos de sono pode deixar você mais ansioso e estressado. Para saber se o descanso está pouco, basta reparar em como você se sente ao longo da jornada de trabalho. Vale lembrar que noites agitadas normalmente equivalem a sonos superficiais. Pesquisa da Universidade Estadual de Michigan e da Universidade de Illinois aponta que pessoas com boa noite de sono sentem menos vontade de comer açúcar e comidas gordurosas, pouco nutritivas. Essa descoberta também é um bom parâmetro para avaliação.

Depois de uma semana
Após descobrir a quantidade ideal de horas para seu sono diário, crie rotinas que ajudem a cumprir esse horário. Além de melhorar o ânimo, você sentirá menos estresse e ansiedade. Ninguém está imune aos problemas do dia-a-dia, mas a pessoa não exausta tem maior probabilidade de resolvê-los com mais tranquilidade. Outros benefícios são a melhora na memória e na imunidade. Pesquisa do Instituto de Biomedicina, da Universidade de Helsinque mostra que poucas horas de sono levam a um aumento de radicais livres e toxinas no corpo, compostos muito comuns a pessoas que enfrentam asma e alergias. A restrição do sono ainda favorece o desenvolvimento de doenças inflamatórias.

Depois de um mês
Durante o sono, vários hormônios e compostos químicos são liberados no nosso corpo, para que ele se recupere. Assim, entre as vantagens a longo prazo estão o bom humor e o sentimento de vida saudável. E quem não acredita no “sono da beleza” vai mudar de ideia: estudo publicado no periódico acadêmico Jornal do Sono e Pesquisas sobre Distúrbios do Sono, em 2013, comprovou que dormir bem resulta na melhora da aparência da pele, nos seguintes aspectos: inchaço, olheiras, pálpebras pesadas, rugas, linhas ficas, expressões no canto da boca e pele pálida.

*Com informações da Revista Casa e Jardim

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia