Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
SADE
Tamanho do texto: A A A A
18/04/2015

A escolha de ter um filho por meio do parto de ccoras

Compartilhar:

 Roseli Dias Ribeiro tinha 25 anos quando decidiu ter sua segunda filha por meio do parto de cócoras (é o mesmo que o parto normal, porém ao invés de ficar na posição comum ginecológica, consiste em ficar de cócoras).

Segundo a psicóloga com o estilo de vida naturalista, o parto de cócoras foi uma experiência única e verdadeira, sem dor na passagem do bebê, por conta da posição que oferece menos resistência no momento da saída da criança. Durante todo o período do parto manteve lucidez e a recuperação foi bastante rápida.

Ao decidir sobre o método que queria que sua filha nascesse, iniciou-se a busca por um médico que estivesse disposto a fazer o parto. Roseli relata que encontrou uma obstetra que a acompanhou até o oitavo mês de gestação, mas ai veio à decepção “surpreendentemente já quase pra ganhar o bebê, a médica me disse que tínhamos que discutir sobre o parto, pois não fazia o parto de cócoras”, relata.

Determinada a fazer o parto de cócoras e mediante a esta informação de última hora, a psicóloga se viu obrigada a ter que correr novamente atrás de outro médico. “Fiquei revoltada de início com a postura profissional da médica, mas logo depois consegui encontrar outro médico, que vi somente uma vez antes do parto, e acabou realizando o meu grande desejo de dar a luz” explica.

Para Roseli a experiência do parto de Alica Dias Ribeiro Pereira, atualmente com 30 anos, foi tão gratificante que acabou tendo mais dois filhos através deste mesmo método de parto.

 

Leia também: Quanto custa para ter um filho em Uberaba?

Leia também: Os riscos de uma cesárea de acordo com a ANS

Leia também: Cesáreas representam mais de 65% dos partos de Uberaba






EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Publicado decreto de n 1.083/2017, que tem durao de 30 dias, que vai multar quem desperdiar gua em Uberaba. Voc concorda com a medida?




JM FORUM
Operao do Comando de Operaes Especiais do Sistema Prisional (Cope) na penitenciria Professor Aluzio Igncio de Oliveira visa coibir atuao do PCC na unidade. Na sua opinio, a atuao se faz necessria e eficaz?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017