Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
POLTICA
Tamanho do texto: A A A A
Marconi Lima - 06/03/2015

Projeto que trata do Plano Municipal de Saneamento debatido e ter mudanas

Compartilhar:

O Projeto de Lei (PL) 343/14, que trata do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), foi discutido ontem no plenário na Câmara Municipal de Uberaba (CMU). A reunião foi convocada pelo vereador João Gilberto Ripposati (PSDB) e contou com a presença de 38 pessoas, entre delegados e autoridades envolvidos no assunto, como o secretário do Meio Ambiente, Ricardo Lima; coordenador das Promotorias do Meio Ambiente, Carlos Valera, e o administrador público Kedson Palhares, que foi o responsável pela elaboração do plano de saneamento.

De acordo com o parlamentar, o PMSB é uma obrigação legal imposta pela Lei Federal 11.445/2007 e irá nortear as políticas públicas de saneamento da cidade para os próximos 20 anos. “O município que não elaborar a lei não receberá financiamento para investir no serviço de saneamento básico”, afirmou.

Antes de iniciar a leitura do projeto, houve uma palestra proferida pelo engenheiro agrônomo da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Renato Manzan, que abordou o tema “racionalização no uso da água”.

Sobre a votação do PL 343/14, Ripposati disse que ele não chegou ao Legislativo com caráter de urgência e caberá ao prefeito Paulo Piau (PMDB), junto com a liderança do governo na CMU, o vereador Kaká Se Liga (PSL), decidir qual o melhor momento para apresentá-lo no plenário. Foram 11 propostas para alterar o PMSB. Ripposati informou que elas serão analisadas juridicamente e transformadas em emendas, assinadas pelos vereadores que estiveram presentes na reunião: o presidente da CMU, Luiz Dutra (SD), João Gilberto Ripposati, Samuel Pereira (PR) e Denise Max – os últimos três vereadores integram a Comissão Permanente do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da CMU.

O maior número de sugestões foi destinado ao dispositivo que institui o Conselho Municipal de Saneamento Básico. Ficou definido que será feita uma consulta no Ministério das Cidades para verificar se há alguma normativa que define a quantidade e quais os integrantes do conselho. Caso não haja nenhuma norma sobre o assunto, será composto de forma paritária: 50% dos seus membros serão integrantes do poder público e 50% da sociedade civil.



OUTRAS NOTCIAS


Codau abre licitao este ms para construir barragem no rio Uberaba (21/08)
Curso vai estimular o uso das mesas pedaggicas nos Cemeis (21/08)
Prefeitura deixa de recolher lixo hospitalar do setor privado (21/08)
CMU retoma plenrias aps recesso e traz pauta enxuta (21/08)
Morre, aos 92 anos, ex-senador e fundador do Grupo Carlos Lyra (21/08)
Governo prev economia de R$ 17 bi com fim de fraude em auxlio-doena (20/08)
Servidores pblicos no perdero plano de sade plus com a nova operadora (20/08)
Resoluo de rezoneamento do TRE extingue a 277 Zona de Uberaba (20/08)
Acordo de R$ 11 bilhes pode evitar o leilo de hidreltricas da Cemig (20/08)
Uniube ter R$ 2,1 mi e Funepu, R$ 635 mil, do Hospital Regional (20/08)
Ministro do Planejamento abre mo de R$ 18 mil da remunerao mensal (20/08)
Prefeitura cria comisso para revisar as alquotas do ISSQN (20/08)
Governador participa de manifestao contra leilo de usinas no Tringulo (19/08)
Assinado ontem convnio para a gesto do Hospital Regional (19/08)
Cidade volta a registrar saldo negativo na gerao de emprego (19/08)
Prefeitura encaminha ao Legislativo terceirizao do Restaurante Popular (19/08)
Unimed vence licitao para o plano de sade dos servidores (19/08)
Governo envia projeto com novas metas e estima dvida acima de 80% do PIB (18/08)
Vereador pede providncia para rua em que se registrou acidente fatal (18/08)
Fundao credencia 90 artistas para eventos ao longo do ano (18/08)




ESPECIAL DE ANIVERSRIO 2017
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
O Codau iniciou a transposio do rio Claro. Segundo dados da autarquia, a vazo do rio Uberaba est em torno de 1.520 litros/segundo e, para atender demanda da cidade, necessrio um volume de 900 litros/segundo. Voc acredita que a transposio necessria neste momento?





JM FORUM
Governo federal diminuiu a previso do salrio mnimo para 2018, tendo em vista a queda na inflao, prevista ainda para este ano. Assim, o novo salrio mnimo deve ser de R$ 969 e no mais de R$ 979, como previsto, mas ainda poder sofrer mais reajustes at o fim do ano. Qual a sua opinio sobre os novos valores?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017