Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
POLTICA
Tamanho do texto: A A A A
15/03/2018

Vereadora do PSOL assassinada a tiros no centro do Rio

Compartilhar:

 A vereadora pelo Rio de Janeiro Marielle Franco, do PSOL, foi morta a tiros no bairro do Estácio, região central da capital carioca, na noite desta quarta-feira (14). Ela estava dentro de um carro acompanhada de um motorista, que também foi morto, e de uma assessora, quando teria sido abordada por outro veículo.

Uma ambulância do quartel central do Corpo de Bombeiros foi acionada para o local e constatou a morte da parlamentar e do motorista. A vereadora estava indo para casa no bairro da Tijuca, zona norte do Rio, voltando de um evento ligado ao movimento negro, na Lapa.

A Delegacia de Homicídios está no local fazendo a perícia no carro da vítima, atingido por vários tiros. Segundo informações preliminares da Polícia Militar do RJ, que atendeu a ocorrência, a parlamentar e o motorista, que não teve a identidade informada, foram baleados e morreram no local. A assessora Fernanda Chaves sobreviveu ao ataque e não teria sofrido nenhum tiro, segundo o Corpo de Bombeiros.

Marielle voltava de um evento chamado “Jovens negras movendo as estruturas”, na Lapa, quando, de acordo com testemunhas, teve o carro emparelhado por outro veículo, de onde partiram os tiros.

Em nota, a Executiva Nacional do PSOL manifestou pesar pelo assassinato da vereadora e destacou sua atuação política. “A atuação de Marielle como vereadora e ativista dos direitos humanos orgulha toda a militância do PSOL e será honrada na continuidade de sua luta”, diz um trecho. O partido também exigiu apuração “imediata e rigorosa” sobre as circunstâncias do crime.

Há duas semanas, Marielle havia assumido relatoria da Comissão da Câmara de Vereadores do Rio criada para acompanhar a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro. Ela vinha se posicionando publicamente contra a medida.

A parlamentar também chegou a denunciar, em suas redes sociais, no fim de semana, uma ação de policiais militares na favela do Acari. “O 41º Batalhão da Polícia Militar do Rio de Janeiro está aterrorizando e violentando moradores de Acari. (…) Acontece desde sempre e com a intervenção ficou ainda pior”, escreveu.

A PMERJ confirmou a operação e argumentou que criminosos atiraram contra os policiais e houve confronto. Durante vasculhamento na comunidade, dois homens foram presos e houve apreensão de um fuzil calibre 7,62 mm e oito rádios comunicadores, segundo nota da corporação.

Trajetória

Eleita com 46,5 mil votos, a quinta maior votação para vereadora nas eleições de 2016, Marielle Franco estava no primeiro mandato como parlamentar. Oriunda da favela da Maré, zona norte do Rio, Marielle tinha 38 anos, era socióloga, com mestrado em Administração Pública e militava no tema de direitos humanos.

Fonte: Agência Brasil



OUTRAS NOTCIAS


Empreendimentos de Economia Popular Solidria em Minas Gerais crescem (23/04)
Compras so um grande desafio do Poder Pblico, afirma Luiz Dutra (22/04)
ALMG deve agilizar votao da PEC que trata do piso na Educao (22/04)
Taxistas e mototaxistas podero usar veculos com at 7 anos de fabricao (22/04)
PMU libera primeiro lote das emendas parlamentares 2017 (22/04)
Prefeito espera resposta positiva da MGO quanto obra de viaduto na 050 (22/04)
Sem presidncia, Cohagra alvo de disputa de partidos, diz Piau (22/04)
Por falta de interessados, CMU cancela licitao para comprar bandeiras oficiais (21/04)
Procurador diz que concessionrias das BRs esto descumprindo contratos (21/04)
TCE comea a receber dados para o ndice de Efetividade da Gesto (21/04)
Uberaba a primeira cidade a pleitear recursos para escolas em novos bairros (21/04)
Sem condies de interferir, Piau acredita na volta de Tony ALMG (21/04)
Consultoria para elaborar plano do Intervales estimada em R$ 539 mil (21/04)
Uberaba ganha 3 posies no ranking de saneamento e ocupa a 10 colocao (20/04)
No plenrio, vereadores propem movimento contra medida (20/04)
Lideranas tentam convencer empresa a instalar Centro de Solues em Uberaba (20/04)
Piau contesta junto Mosaic a ida da gesto para Uberlndia (20/04)
Toffoli nega pedido de Dirceu para evitar priso aps 2 instncia (20/04)
Conselho de tica Pblica do Estado pode ser referncia para rgo local (19/04)
Empresa interessada em operar cemitrio apresenta documentos (19/04)




San Marco - 20 abril
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Coronel Peres, titular da 5 RPM, falou a empresrios na semana passada, afirmando que a criminalidade diminuiu 42% no primeiro trimestre do ano (comparativo a igual perodo em 2017). Voc sente esta queda no dia-a-dia?




JM FORUM
Na sua opinio, o que leva as grandes empresas a diminurem suas participaes em Uberaba ou at mesmo a deixarem a cidade?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018