Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
POLTICA
Tamanho do texto: A A A A
Gisele Barcelos - 23/09/2017

Picciani deve deixar governo para defender Temer na Cmara

Compartilhar:

Foto/Sandro Neves

Leonardo Picciani, ministro dos Esportes, disse que deixa o cargo para voltar à Câmara e votar pela derrubada da denúncia contra Temer

O ministro dos Esportes, Leonardo Picciani (PMDB), afirma que conteúdo da nova denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) é frágil, mas já adianta articulações para assegurar votação e barrar a abertura do processo no Supremo Tribunal Federal.

Questionado, o peemedebista confirmou que deverá se afastar do ministério temporariamente e reassumir o mandato parlamentar para votar contra a denúncia na Câmara dos Deputados. “Eu pretendo votar porque tenho convicção que a denúncia não deve prosperar por inepta que ela é”, manifestou. A mesma estratégia foi utilizada na votação da primeira denúncia em agosto. O governo exonerou 10 dos 12 ministros que também são deputados para participar da votação da denúncia contra o presidente Michel Temer.

Apesar das articulações, Picciani afirma que o partido encara com “absoluta tranquilidade” a votação da denúncia. Segundo o ministro, o resultado deverá ser o mesmo da primeira representação, que acabou rejeitada pelos parlamentares. “A atual denúncia é absolutamente frágil. Ainda mais frágil do que era a primeira denúncia, que foi já recusada pela Câmara dos Deputados. Nós temos uma convicção que, por uma questão de justiça, essa segunda denúncia terá o mesmo destino que teve a primeira”, defende.

A tramitação da segunda denúncia contra Temer começaria na Câmara nesta sexta, mas não houve quórum de 51 dos 513 deputados. Com isso, o caso pode começar a tramitar na segunda (25), caso haja quórum, ou na terça. Após ser lida em plenário, a denúncia é despachada para a CCJ. No mesmo dia Temer e seus ministros serão notificados para apresentar sua defesa.

Denúncia envolvendo compra de gado em Uberaba é desclassificada pelo delatado. Ainda na visita a Uberaba, o ministro Leonardo Picciani desclassificou a delação premiada do ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio Jonas Lopes. Na denúncia, a empresa da família Picciani foi citada em esquema de lavagem de dinheiro de corrupção. Lopes declarou que R$500 mil oriundos de corrupção foram usados na compra subfaturada de cem cabeças de gado da raça girolando da Agrobilara, em Uberaba. A transação teria sido para dissimular a natureza ilícita dos recursos.

Picciani negou qualquer irregularidade e argumentou que todas as operações da empresa passam por auditorias periódicas, inclusive de empresas independentes. “Todas as operações são auditadas, todas as notas fiscais emitidas e todos os impostos recolhidos. A empresa já ultrapassou diversas verificações por parte das autoridades fiscais e anualmente faz uma auditoria independente. Não há nenhuma preocupação com relação a isso [a denúncia]”, argumenta. O ministro ainda rebate que a denúncia é improcedente e questionou a legitimidade do autor das acusações. “É a palavra de um bandido confesso, que tenta envolver terceiros para se livrar das penas do crime que cometeu”, encerra.



OUTRAS NOTCIAS


Prefeitura encerra obra de drenagem do calado da Artur Machado em 4 dias (17/07)
Mudanas na Guilherme Ferreira geram dvidas, mas no se registrou acidente (17/07)
Em meio turbulncia partidria, Piau cumpre agenda em Braslia (17/07)
Grupo pr-interveno militar volta a fazer manifestao (17/07)
Sade confirma 2 casos de zika na cidade; outros 14 so investigados (17/07)
Toninho Andrade destitudo do comando do MDB em Minas Gerais (17/07)
Seds lana nova etapa de poltica para resgatar moradores de rua de Uberaba (16/07)
Deputados chegam ao fim do semestre sem votar nenhum projeto na ALMG (16/07)
Centro discute alianas estaduais e campanha com Ciro e Alckmin (16/07)
Denncia on-line sobre irregularidades nas eleies j est disponvel no TRE (16/07)
Pr-candidato usa aplicativo de paquera para fazer campanha (16/07)
TCE adverte Codiub por falta de informaes sobre folha de 2017 (16/07)
Mesmo como vice na chapa, Marcos Montes coordenar campanha de Anastasia no interior (15/07)
Quatro servidores se licenciam para disputar eleies em outubro deste ano (15/07)
Prefeitos da regio so multados por no enviar informaes ao TCE (15/07)
Candidato a governador, Joo Batista Mares Guia est sem vice em sua chapa (15/07)
Mais de 160 municpios j recorreram ao Judicirio, diz AMM (15/07)
Estado no responde notificao e PMU pode cobrar dvida na Justia (15/07)
Escolher Uberaba para morar foi a deciso mais acertada, diz Aelton (15/07)
Corregedoria da Justia corre o risco de ficar sem dinheiro para inspees (15/07)




San Marco - 13jul
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Voc acredita que o problema de emisso de Carteiras de Trabalho ser resolvido com o apoio do Sine Municipal, que passar a emitir o documento possivelmente ainda neste ano?




JM FORUM
Diante do crescente nmero de moradores de rua e com o fechamento do albergue municipal, a Seds lana nova etapa de poltica de resgate. Na sua opinio, como a situao de rua pode ser revertida em Uberaba?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018