Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
POLTICA
Tamanho do texto: A A A A
Mra Santos - 25/10/2009

Policiais discutem piso nacional

Compartilhar:

Proposta de Emenda Constitucional que propõe a criação de um piso salarial único para os policiais e bombeiros militares, a PEC 300 poderá ser votada ainda este ano. Esta é a expectativa do deputado federal Elismar Prado (PT), membro da comissão especial que analisa a proposta.

A isonomia salarial dos servidores militares estaduais é um tema discutido nacionalmente. A discussão chegou a Uberaba ontem, na sede da CDL, e foi tema de audiência realizada pelo Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar, presidido pelo cabo Álvaro Rodrigues Coelho.

Para o deputado, a remuneração dos policiais não pode ser inferior ao que se paga aos policiais do Distrito Federal. “Estamos realizando várias audiências no sentido de chamar a atenção da sociedade para a necessidade imediata de estabelecer uma política de valorização dos profissionais da área de segurança pública”, salientou.

Prado enfatizou ainda que os policiais de Minas Gerais têm um dos piores salários do Brasil e que o objetivo da PEC é devolver a dignidade a estes profissionais. Durante a audiência, o deputado explicou que a proposta não é uma questão política e sim de Estado, por isso todos os governadores serão cobrados, independentemente do partido.

Segundo dados divulgados pelo Centro Social, enquanto um soldado 1ª classe do Distrito Federal recebe salário de R$ 4.129, o de Minas tem remuneração de R$ 1.774. A diferença salarial entre os policiais mineiros e do Distrito Federal é de no mínimo 50%.

A previsão de entrega do parecer da comissão é início de novembro. Ele garantiu que haverá uma grande mobilização nacional com o desafio de incluir a proposta na ordem do dia da Câmara. Serão necessários 308 votos favoráveis para que a PEC seja aprovada. Ele salientou que o ano legislativo está terminando e lembrou que a principal peça a ser votada será o orçamento para o ano que vem, o que consome muito tempo no plenário. “Vamos fazer uma pressão, a PEC vai estar pronta para votação e queremos incluí-la este ano”, concluiu.



OUTRAS NOTCIAS


Seds lana nova etapa de poltica para resgatar moradores de rua de Uberaba (16/07)
Deputados chegam ao fim do semestre sem votar nenhum projeto na ALMG (16/07)
Centro discute alianas estaduais e campanha com Ciro e Alckmin (16/07)
Denncia on-line sobre irregularidades nas eleies j est disponvel no TRE (16/07)
Pr-candidato usa aplicativo de paquera para fazer campanha (16/07)
TCE adverte Codiub por falta de informaes sobre folha de 2017 (16/07)
Mesmo como vice na chapa, Marcos Montes coordenar campanha de Anastasia no interior (15/07)
Quatro servidores se licenciam para disputar eleies em outubro deste ano (15/07)
Prefeitos da regio so multados por no enviar informaes ao TCE (15/07)
Candidato a governador, Joo Batista Mares Guia est sem vice em sua chapa (15/07)
Mais de 160 municpios j recorreram ao Judicirio, diz AMM (15/07)
Estado no responde notificao e PMU pode cobrar dvida na Justia (15/07)
Escolher Uberaba para morar foi a deciso mais acertada, diz Aelton (15/07)
Corregedoria da Justia corre o risco de ficar sem dinheiro para inspees (15/07)
Do oramento previsto na Sade, Secretaria Estadual aplica s 12% at o ms de julho (14/07)
Tribunal de Contas recomenda Estado a evitar atrasos em repasses do ICMS (14/07)
Governo diz que parcelamento acaba se oposio destravar pauta (14/07)
Piau visita rea onde ser implantada a ZPE para dar incio infraestrutura (14/07)
Mosaic inicia obra do Centro de Solues na prxima semana (14/07)
Comisso aprova deputado para TCE e ida de Tony para ALMG fica mais perto (13/07)




San Marco - 13jul
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Voc acredita que o problema de emisso de Carteiras de Trabalho ser resolvido com o apoio do Sine Municipal, que passar a emitir o documento possivelmente ainda neste ano?




JM FORUM
Diante do crescente nmero de moradores de rua e com o fechamento do albergue municipal, a Seds lana nova etapa de poltica de resgate. Na sua opinio, como a situao de rua pode ser revertida em Uberaba?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018