JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 23 de julho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Caixa assegura pagamento de empresa para não parar obras do Girassóis 4

Após ameaça de paralisação de obra no Girassóis 4, a CEF assegura pagamento de serviço executado pela construtora ainda esta semana

25/06/2019 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 25/06/2019 - 14:45:24.

 

Jairo Chagas


Marcos Jammal, presidente da Cohagra, se reuniu ontem com a direção regional da Caixa, que garantiu liberar cerca de R$300 mil referentes à última medição

Após ameaça de paralisação de obra no Girassóis 4, a Caixa Econômica Federal assegura pagamento de serviço executado pela construtora ainda esta semana. A previsão foi dada ontem, durante reunião entre o presidente da Cohagra, Marcos Jammal, e a direção regional da Caixa. 

De acordo com Jammal, houve a garantia de pagar aproximadamente R$300 mil para a construtora até quinta-feira (27), valor referente à última medição da obra em atraso. “Conversei com o dono da construtora e, com essa informação, se não tiver mais nenhum transtorno, ele posicionou que o serviço será concluído o mais rápido possível”, salienta. O presidente da Cohagra afirma que a expectativa é que o pagamento das próximas medições seja feito com regularidade, para evitar entraves futuros à execução do serviço.

A construtora responsável pela obra no Girassóis 4 está há dois meses sem receber pelo trabalho realizado e vem colocando aportes próprios para não interromper a execução da obra. Segundo informações, mais de R$600 mil já haviam sido injetados antecipadamente pela construtora para não paralisar os trabalhos. Além disso, Jammal explicou que a obra do Alfredo Freire 4 também deve ter o ritmo acelerado a partir de agora. “A obra passou por uma limpeza, sendo retirada a “cara” de abandono da área”, disse. 

Segundo ele, a construtora já apresentou o orçamento de todos os itens que foram danificados/furtados para ser trocados. “Um engenheiro está no canteiro de obras e já finalizou parte do orçamento sobre tudo que será feito no empreendimento. Por isso, a contratação de pessoal será feita e iniciada a obra do muro de arrimo. Consequentemente, seguirá o seu ritmo normal”, finaliza.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia