JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 18 de abril de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Novo de Uberaba minimiza e diz que críticas a ações de Zema são pessoais

Redução do programa de Educação Integral no Estado divide opiniões dentro do partido Novo em Uberaba

14/04/2019 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos

Redução do programa de Educação Integral no Estado divide opiniões dentro do partido Novo em Uberaba. Direção da sigla no município se manifestou sobre críticas do ex-candidato a deputado estadual Daniel Angotti e declarou que a manifestação contrária à decisão do governo não reflete o posicionamento oficial da legenda. 

A nota assinada pelo líder do partido Novo, Anderson Santos, informa que Daniel Angotti é apenas um filiado da sigla e as críticas representam somente a opinião pessoal dele. O texto também manifesta que a direção da legenda em Uberaba “acredita e deposita total confiança nas ações de nosso governador Romeu Zema e os seus secretários, escolhidos tecnicamente através de amplo e árduo processo seletivo”, sinalizando a concordância com a proposta de redução do programa de ensino integral.

O corte no número de escolas do programa Educação em Tempo Integral enfrenta críticas desde que o anúncio foi feito, no início da semana, pela secretária de Estado de Educação, Júlia Sant’Anna. Um abaixo-assinado virtual inclusive circula nas redes sociais e já contava com mais de sete mil assinaturas. 

Atualmente, 1.600 escolas têm atividades extraturno no Estado. O número deverá ser cortado para 500 instituições de ensino. A informação preliminar é que o programa será mantido apenas nas escolas com baixo nível socioeconômico, que concentram estudantes com renda familiar de até 1,5 salário. Por enquanto, ainda não há previsão de qual será o impacto da medida na rede estadual de Uberaba.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia