JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 20 de março de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Dificuldade de operar rotativo deixa comerciantes indignados

Comerciante fica indignada com a dificuldade de operar os totens para cobrança do estacionamento rotativo de Uberaba

10/01/2019 - 00:00:00. - Por Daniela Brito

Comerciante fica indignada com a dificuldade de operar os totens para cobrança do estacionamento rotativo de Uberaba. Outro comerciante lamenta o sumiço da clientela.

De acordo com Alexandra Frange, proprietária de loja de aluguel de roupas de festa instalada na esquina da rua do Carmo com Floriano Peixoto, no bairro Abadia, e que trabalha com hora marcada, somente na manhã de terça-feira (8) perdeu quatro clientes porque não conseguiram “mexer” nos equipamentos.

Segundo ela, o totem está instalado na porta do comércio, porém aceita apenas moedas – única forma de pagamento do equipamento. Não há monitores para esclarecer ou sequer realizar a troca do dinheiro por moedas”, critica. Além disso, o sol bate diretamente no monitor, que dificulta ainda visualizar as informações no painel. E mais, não há bolsões para motos. “Não há nenhuma alternativa aos clientes”, questiona. Ela também critica os procedimentos necessários para a utilização do serviço, que não está sendo bem esclarecido pela empresa. “É necessário ter o número da vaga e a placa do carro para manusear os totens. Tenho muitas clientes, de todas as idades, mas as pessoas mais velhas estão encontrando muitas dificuldades.

Ainda ontem um supervisor da EXP Parking, segundo ela, esteve no local e ela aproveitou e relatou todos os problemas. O mesmo ficou de deixar moedas para ela, caso necessite trocar para os clientes, e alegou falta de pessoal suficiente em relação à crítica dela quanto à falta de monitor para esclarecer a dúvida aos usuários. A empresária ainda disse que o funcionário assegurou que está sendo preparado um guia para auxiliar os usuários e a orientou a realizar ligação para solicitar a implantação de bolsões para moto.

Outro problema foi relatado pelo comerciante Geraldo Boaventura, na rua São Benedito. Ele alega que os clientes desapareceram em razão do início da cobrança do estacionamento rotativo e os prejuízos nos últimos três dias são reais. “Estamos perdendo clientela”, lamenta. O comerciante também alega que uma manifestação já está sendo organizada na cidade em virtude das consequências do início da cobrança do estacionamento rotativo. 

A reportagem do Jornal da Manhã tentou contato com a EXP Parking, mas não obteve retorno em relação aos questionamentos.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia