JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 16 de outubro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Em busca de votos, candidatos mineiros declaram apoio a Bolsonaro no 2º turno

Marcos Montes (PSD) e Romeu Zema (Novo) declararam ontem apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro

10/10/2018 - 22:08:43. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 11/10/2018 - 07:42:18.

Reprodução


Em vídeo gravado na casa do presidenciável e postado em redes sociais, Montes reafirma o apoio ao candidato do PSL

Em busca de votos, o candidato a vice-governador Marcos Montes (PSD) e o candidato a governador Romeu Zema (Novo) declararam ontem apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), que disputa o segundo turno contra o candidato do PT, Fernando Haddad.

Em vídeo divulgado ontem nas redes sociais, Montes aparece ao lado de Bolsonaro e reafirma o apoio ao presidenciável, reforçando inclusive que já havia manifestado a posição antes do resultado no primeiro turno. A declaração do vice na chapa do PSDB repercutiu na mídia nacional e gerou até conflito no ninho dos tucanos.

Bolsonaro, por outro lado, agradece a manifestação de MM e apenas deseja boa sorte na disputa em Minas Gerais. Em seguida, o presidenciável do PSL agradece aos mineiros pela quantidade expressiva de votos que teve em Minas Gerais.

Já Zema se posicionou por meio de nota nas redes sociais. No texto, o candidato confirma o apoio e o voto em Bolsonaro, seguindo os valores e princípios do partido Novo. Ele ainda ressalta que a direção da sigla já se manifestou contrária ao PT. “Nosso Estado precisa de um presidente que jogue a nosso favor e não contra, como foram os últimos governos. Tenho certeza que na nossa gestão, em parceria com a de Bolsonaro presidente, Minas voltará a ser protagonista no cenário nacional”, continua a mensagem.

O candidato a governador pelo Novo espera receber o mesmo do presidenciável. De acordo com Zema, a coordenação de campanha já entrou em contato com assessores de Bolsonaro para tratar de alguma forma de participação do capitão reformado na campanha pelo Palácio da Liberdade. 

Anastasia divulga posicionamento diferente e diz que manterá seu voto pessoal reservado. O candidato ao governo de Minas Antonio Anastasia (PSDB) não vai declarar apoio a nenhum candidato à Presidência. O posicionamento do tucano foi divulgado ontem, através da página oficial no Facebook.

Na mensagem, Anastasia afirma que manterá o voto pessoal reservado. A declaração ocorre depois de divergência dentro do PSDB por causa da manifestação de apoio a Bolsonaro feita pelo candidato a governador de São Paulo João Doria (PSDB). O ex-candidato à Presidência pela sigla, Geraldo Alckmin, teria acusado o correligionário de traição por causa da conduta.

Apesar de não declarar abertamente apoio a Bolsonaro, Anastasia reafirma na mensagem ser contra a candidatura de Fernando Haddad (PT). “Reitero minha firme posição política contrária ao PT, por causa dos males causados pelos governos petistas no Brasil e em Minas Gerais”, disse. 

O tucano explica que a direção nacional do PSDB decidiu liberar os diretórios “em face das circunstâncias estaduais” para que pudessem manifestar voto no segundo turno à Presidência. Por fim, Anastasia declara que vai dialogar com qualquer presidente eleito. “Como sempre fiz ao longo da minha história, vou trabalhar muito por Minas Gerais e terei uma relação institucional e respeitosa com o próximo presidente da República, defendendo sempre os interesses da nossa gente”, afirmou.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia