JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 14 de novembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Cinco candidatos à Assembleia ainda aguardam registro no TRE

Heli Andrade e Paulo Pires tiveram registros de candidatura a deputado estadual deferidos pela Justiça Eleitoral

12/09/2018 - 23:00:21. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 12/09/2018 - 23:00:58.

Heli Andrade (PSL) e Paulo Pires (Patri) tiveram registros de candidatura a deputado estadual deferidos pela Justiça Eleitoral. Dos 11 postulantes à Assembleia Legislativa por Uberaba e região, seis já tiveram os pedidos aprovados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG). Outros cinco ainda aguardam julgamento pela Corte.

Paulo Pires ainda não declarou receitas e despesas de campanha à Justiça Eleitoral. Já Heli Andrade comunicou o recebimento de R$75 mil até o momento. Do total, R$57 mil são doações de pessoas físicas e R$18 mil recursos próprios aplicados pelo candidato.

Com os dois nomes autorizados à candidatura, sobe para 13 o número de candidatos a deputado com base na cidade, aprovados para a disputa deste ano. A Corte Eleitoral também deferiu os pedidos de Catarina Leopoldino (PSL), Daniel Angotti (Novo), João Gilberto Ripposati (PTB) e Kênia Borges (PCdoB) para concorrer à Assembleia Legislativa.

Além disso, Caio Narcio (PSDB), Carlos Barbosa Siqueira (Patri), Emanuel Kappel (PRTB), Eustáquio Reis (Psol), Franco Cartafina (PHS), Gabriel Mendes (Novo) e Zé Silva (SDD) tiveram registros concedidos para disputar vaga na Câmara Federal.

Há pelo menos outros 17 candidatos com base eleitoral em Uberaba à espera do julgamento sobre o registro de candidatura, sem contar Marcos Montes (PSD), que já teve a candidatura a vice de Antonio Anastasia (PSDB) deferida. Até agora nem um dos nomes locais foi indeferido. 

Para o governo de Minas, três ainda dependem de liberação da Justiça. O candidato ao governo de Minas Jordano Carvalho (PSTU) e a companheira de chapa majoritária, Victoria de Fátima Mello, tiveram os registros de candidatura deferidos pelo TRE-MG. Conforme o sistema da Justiça Eleitoral, o candidato do PSTU recebeu R$45.350 para custeio das atividades de campanha, sendo R$42.600 oriundos do partido e o restante doações de pessoas físicas. 

Por enquanto, seis postulantes ao governo de Minas já estão autorizados a participar das eleições deste ano. Continuam aguardando o julgamento do TRE: Adalclever Lopes (MDB), Alexandre Flach (PCO) e Claudiney Dulim (Avante).

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia