c Após baixa procura, vacinação contra a gripe é prorrogada até o dia 22 de junho - Jornal da Manhã - 46 anos

JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 19 de setembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Após baixa procura, vacinação contra a gripe é prorrogada até o dia 22 de junho

Ministério da Saúde anunciou ontem a prorrogação da Campanha de Vacinação contra a Gripe até o dia 22 de junho

Última atualização: 14/06/2018 - 22:18:51.

O Ministério da Saúde anunciou na tarde de ontem a prorrogação da Campanha de Vacinação contra a Gripe até o dia 22 de junho. A decisão foi tomada devido à baixa cobertura registrada até o momento. A preocupação é com a proximidade do inverno, período considerado de maior circulação do vírus.

Em Uberaba, a Secretaria Municipal de Saúde informa que estudará novas ações, a partir de hoje, visando a aumentar o índice de vacinação entre o público-alvo da campanha. Entre as ações programadas, será feito o reforço da busca ativa nos Cemeis e nos bairros, por meio dos agentes de saúde.

Segundo o diretor de Vigilância Epidemiológica, Robert Boaventura de Souza, 76,76% do público-alvo foi imunizado até agora no município. A menor cobertura ainda corresponde ao grupo das gestantes, com apenas 59,21%, e das crianças, com 61,93%. Conforme os números, 113,34% dos trabalhadores da área da saúde já foram imunizados; puérperas, 78,63%, e idosos, 77,92%.

A vacinação começou no dia 23 de abril e até o momento atingiu 42,6 milhões de pessoas no país, representando 77,6% da população prioritária que deveria receber as doses. Entre as regiões, a Sudeste é a que registrou a menor cobertura vacinal até o momento, com 70,9%. Em seguida, as regiões Norte (72%), Sul (81,3%), Nordeste (84%) e Centro-Oeste (91,4%).

A imunização é exclusiva para os grupos prioritários, conforme protocolo do Ministério da Saúde. Podem vacinar pessoas com 60 anos ou mais, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade, as gestantes, as puérperas com até 45 dias após o parto, os trabalhadores da saúde, os professores das escolas públicas e privadas e os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia