Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
POLTICA
Tamanho do texto: A A A A
Gisele Barcelos - 21/04/2017

Processo administrativo da PMU apura irregularidades nas UPAs

Compartilhar:

Arquivo

 

Prefeitura abre processo administrativo contra a Pró-Saúde para apurar possíveis irregularidades no gerenciamento das UPAs (Unidades de Pronto-Atendimento). A medida será formalizada em decreto publicado no Porta-Voz que entra em circulação neste fim de semana. A abertura do processo administrativo foi embasada em dados de sindicância realizada pela Controladoria Geral do Município para verificar o cumprimento das exigências contratuais pela organização social que assumiu a gestão das UPAs em 2015.

Conforme o procurador-geral do município, Paulo Salge, na próxima semana a equipe estará focada na análise da documentação apresentada pela sindicância. Em paralelo, será aberto o prazo de defesa para a manifestação da Pró-Saúde. “Tão logo a entidade apresente as devidas justificativas, vamos emitir o parecer jurídico conclusivo e repassar ao prefeito. Estimo que de 15 a 30 dias nós teremos uma decisão [sobre a continuidade do contrato com a entidade]”, posiciona.

Salge declara que a abertura do processo administrativo não representa o encerramento do contrato com a Pró-Saúde. Segundo ele, o município não fará prejulgamento. “Não vamos emitir qualquer juízo de valor no momento. O trabalho será pautado frente aos princípios da impessoalidade, razoabilidade, justiça e da legalidade. Não temos como afirmar agora se o contrato será rescindindo ou não. Até porque, se existir anomalias, serão avaliados graus de penalidades. Vamos apurar com neutralidade e pautados na lei”, reforça.

No decreto que oficializa a abertura do processo, a Prefeitura citou elementos constantes na sindicância, recomendações ministeriais, reclamações de ineficiência, notícias como greve de funcionários e médicos, entre outros fatores que indicam comprometimento da continuidade de prestação de serviços públicos. O documento destaca ainda que a abertura do processo tem o embasamento devido legal, pois cabe à administração municipal exigir efetivo e eficaz cumprimento dos referidos serviços.

A assessoria de imprensa da Pró-Saúde foi acionada para se manifestar sobre o caso. Por meio de nota, a OS disse desconhecer a existência de decreto da Prefeitura de Uberaba referente à abertura de processo administrativo contra a entidade. “E informa que irá aguardar notificação oficial para que, diante de seu conteúdo, responder às questões pertinentes”, finaliza a nota.

A sindicância realizada pela Controladoria também já resultou na intervenção da Secretaria de Saúde dentro das UPAs. Desde a semana passada, equipe técnica está monitorando in loco o serviço. O grupo fará o acompanhamento pelos próximos 90 dias e apresentará um relatório que servirá de base para o prefeito Paulo Piau (PMDB) definir o destino do contrato com a organização social.



OUTRAS NOTCIAS


Ocupao da regio comeou h 40 anos e cresceu a partir dos anos 90, exigindo a obra (26/06)
Ocupao da regio comeou h 40 anos e cresceu a partir dos anos 90, exigindo a obra (26/06)
Piau nomeia equipes responsveis por repassar informaes peridicas ao TCE (25/06)
Melhoria nas vias de acesso viabiliza investimento de 120 mi (25/06)
Primeiro dia aps liberao, trfego do viaduto tem aprovao (25/06)
Convnio com as UPAs no inclui a gesto do Hospital Regional (25/06)
Presidente diz que Conselho de Sade no deliberou sobre Funepu (25/06)
Votao da matria gera dvida por causa de erro na pauta da reunio (24/06)
Cmara aprova projeto que torna Uberaba cidade irm de indianas (24/06)
PMU arrecada R$ 4 milhes com a venda de 2 reas em leilo (24/06)
Aps atraso de seis meses, obra da Padre Eddie inaugurada e aberta ao trnsito (24/06)
Secretrio nega inadimplncia com OS e afirma que o Hospital no seria soluo (24/06)
Pr-Sade acusa Prefeitura de descumprir contrato de gesto (24/06)
Secretrio diz que apresentou plano de trabalho e minuta ao Conselho (23/06)
Justia determina bloqueio de recursos para acerto trabalhista (23/06)
Ausncia de convite a vereadores para ato de assinatura de convnio gera revolta (23/06)
Surpreendidos com as mudanas, os funcionrios dispensados protestaram (23/06)
Funepu estar integralmente na gesto das UPAs a partir de hoje (23/06)
Cmara vota projeto que torna cidades da ndia irms de Uberaba nesta quinta (22/06)
Sindicalistas pedem explicaes sobre nova prorrogao de acordo com a RN (22/06)




Boulevard Mall Edson Prata - novo
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Voc acredita que o Hospital Regional abrir as portas at agosto?




JM FORUM
Aps derrota no Senado, a tramitao da Reforma Trabalhista segue e deve chegar votao em plenrio at o fim do ms. Qual a sua opinio sobre a reforma?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017