Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
POLTICA
Tamanho do texto: A A A A
Gisele Barcelos - 09/01/2017

Prefeito descarta liberao de verba para desfile das escolas de samba

Compartilhar:

Foto/Jairo Chagas


Paulo Piau ainda vai discutir a programação, que deve ser educativa, com o presidente da Fundação Cultural

O prefeito Paulo Piau (PMDB) afirma que as chances são mínimas de liberar recursos públicos para financiar o desfile das escolas de samba no Carnaval deste ano. Diante do arrocho dos cofres municipais, o peemedebista defende a realização de um planejamento econômico em fevereiro.
Piau afirma que a programação da folia ainda será discutida com o presidente da Fundação Cultural, Antônio Carlos Marques, mas adianta que a proposta é realizar atividades educativas para resgatar a história do Carnaval no Brasil e na cidade envolvendo as escolas públicas. Além disso, ele avalia que podem ser feitos shows com artistas locais que já estejam no cronograma da Fundação Cultural.

Quanto ao desfile, o prefeito praticamente descartou a possibilidade da liberação de verba para as escolas de samba. “Este ano acho extremamente difícil a gente desembolsar dinheiro da Prefeitura para o Carnaval”, posiciona.

A situação já era esperada pelo presidente da Liga das Escolas de Samba, Evaldo Alves. Em entrevista ao Jornal da Manhã no mês passado, ele adiantou que o Carnaval em Uberaba poderia ficar novamente sem desfile de rua em 2017. Este será o terceiro ano consecutivo sem a apresentação.
No orçamento municipal para 2017 foi previsto um investimento de R$350 mil para a realização do carnaval de rua. O montante é um pouco superior ao valor aplicado na folia em 2016.

Com R$220 mil em patrocínio da iniciativa privada, a programação do ano passado não incluiu o desfile de ruas, mas contou com festival de marchinhas, concursos de blocos carnavalescos, shows com bandas locais e apresentações apenas das baterias das escolas de samba.

Por causa do aperto financeiro, o prefeito já cortou a realização do Réveillon Popular em 2016. A festa também foi cancelada em 2015 por falta de recursos.



OUTRAS NOTCIAS


Maro recorre ao Estado para concluso das obras de reforma da delegacia da PC (21/10)
Vereadores buscam explicaes de secretrio sobre cortes para Sade (21/10)
Marcos Montes premiado pela defesa do setor agropecurio (21/10)
Militares vo CMU falar sobre o Proerd, que j atendeu mais de 70 mil estudantes (21/10)
Pr-candidato se esquiva de falar sobre propostas para atender ruralistas (21/10)
Bolsonaro defende porte de arma e quer lei americana para o Brasil (21/10)
Empreendedorismo ser tema de comdia teatral para fechar a 5 ExpoCigra Fiemg (20/10)
Conselho discute recursos para Sade com comisses da CMU (20/10)
Vereador cobra informaes da PMU a respeito de convocaes (20/10)
Pr-candidato Jair Bolsonaro cumpre agenda hoje na cidade (20/10)
Jair Bolsonaro recepcionado com festa por apoiadores em Uberaba (20/10)
Comisso de Constituio e Justia aprova relatrio a favor de Temer na Cmara Federal (19/10)
Projeto que cria protocolo para vagas nos Cemeis fica para o prximo ms (19/10)
Vereadores modificam lei que fixa os subsdios dos secretrios (19/10)
Multas de trnsito podero ser quitadas com cartes (19/10)
Investidores anunciam a reativao da unidade da Copervale (19/10)
Com cinco projetos em pauta, vereadores apreciam protocolo de vagas nos Cemeis (18/10)
Locao de equipamentos pode oferecer iluminao de LED em um ano na cidade (18/10)
Ofcio pede CMU que no aprove oramento com reduo na Sade (18/10)
Ocupao de rea de proteo do rio Uberaba contestada em audincia (18/10)




EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Projeto de Lei elaborado pela PMU prope o pagamento de taxa para regulamentar a atuao do Uber no municpio. Voc acredita que esta uma medida eficaz para acabar com a queda de brao entre motoristas do aplicativo e taxistas?




JM FORUM
Recentemente, trs alunas de escolas municipais e estadual ficaram entre as melhores do mundo na final do Panamericano de Ginstica Acrobtica, nos Estados Unidos. Para a viagem, as ginastas contaram com patrocnio de empresas locais. Outros grupos no tm a mesma sorte, no entanto. Na sua opinio, o que falta para o setor privado incentivar os estudantes a irem alm das fronteiras?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017