Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
POLTICA
Tamanho do texto: A A A A
Gisele Barcelos - 09/01/2017

Prefeito descarta liberao de verba para desfile das escolas de samba

Compartilhar:

Foto/Jairo Chagas


Paulo Piau ainda vai discutir a programação, que deve ser educativa, com o presidente da Fundação Cultural

O prefeito Paulo Piau (PMDB) afirma que as chances são mínimas de liberar recursos públicos para financiar o desfile das escolas de samba no Carnaval deste ano. Diante do arrocho dos cofres municipais, o peemedebista defende a realização de um planejamento econômico em fevereiro.
Piau afirma que a programação da folia ainda será discutida com o presidente da Fundação Cultural, Antônio Carlos Marques, mas adianta que a proposta é realizar atividades educativas para resgatar a história do Carnaval no Brasil e na cidade envolvendo as escolas públicas. Além disso, ele avalia que podem ser feitos shows com artistas locais que já estejam no cronograma da Fundação Cultural.

Quanto ao desfile, o prefeito praticamente descartou a possibilidade da liberação de verba para as escolas de samba. “Este ano acho extremamente difícil a gente desembolsar dinheiro da Prefeitura para o Carnaval”, posiciona.

A situação já era esperada pelo presidente da Liga das Escolas de Samba, Evaldo Alves. Em entrevista ao Jornal da Manhã no mês passado, ele adiantou que o Carnaval em Uberaba poderia ficar novamente sem desfile de rua em 2017. Este será o terceiro ano consecutivo sem a apresentação.
No orçamento municipal para 2017 foi previsto um investimento de R$350 mil para a realização do carnaval de rua. O montante é um pouco superior ao valor aplicado na folia em 2016.

Com R$220 mil em patrocínio da iniciativa privada, a programação do ano passado não incluiu o desfile de ruas, mas contou com festival de marchinhas, concursos de blocos carnavalescos, shows com bandas locais e apresentações apenas das baterias das escolas de samba.

Por causa do aperto financeiro, o prefeito já cortou a realização do Réveillon Popular em 2016. A festa também foi cancelada em 2015 por falta de recursos.



OUTRAS NOTCIAS


Servidor Solidrio prepara festa julina para arrecadar fraldas e leite (24/06)
Oramento impositivo j pode ser analisado pelo plenrio da ALMG (24/06)
Codiub avana para implantar sistema de Cidade Vigiada (24/06)
Procon empossa novos conselheiros e curadores para gerir fundo municipal (24/06)
Minas tem 16 casos de febre amarela com vacinao prvia (24/06)
Planto da PC j funciona em prdio reformado no Parque das Amricas (24/06)
A mulher que dever dar mais sensibilidade Fiemg Regional (24/06)
Desaprovao de Bolsonaro dispara, segundo pesquisa do Ipsos (24/06)
Setor sucroenergtico deve investir na integrao da produo com a indstria (23/06)
Projeto sobre a produo de queijo em Minas recebe parecer favorvel (23/06)
Pr-candidatos do MDB devem apresentar alianas, diz manifesto (23/06)
Interesses regionais e questes partidrias criam dilema para Piau (23/06)
Eleio de outubro deve reeditar a unio dos Menudos dos anos 90 (23/06)
Fachin arquiva pedido de liberdade de Lula (23/06)
Governo do Estado quita com atraso a 1 parcela dos salrios dos servidores (22/06)
Cmara agiliza sesses para os vereadores irem solenidade (22/06)
Prefeito pede agilidade na liberao de recursos para obras paradas (22/06)
Meta zerar o dficit habitacional, diz Piau na entrega dos imveis (22/06)
Prefeitos no iniciam greve branca no 35 Congresso de Municpios (22/06)
Secretrio de ministrio diz que mais 700 mil casas sero erguidas (22/06)




San Marco - 20jun
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Na sua opinio, como deveriam ficar os direitos polticos de parlamentares presos?





JM FORUM
A Lei Seca completou dez anos em junho. Na sua opinio, temos o que comemorar?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018