JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 18 de outubro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Caminhoneiros param também em trechos das rodovias federais

Na tarde de ontem, vários trechos da faixa da esquerda das BRs 050 e 262, nos dois sentidos, também ficaram interditados devido à paralisação nacional dos caminhoneiros

- Por Renato Manfrim Última atualização: 24/05/2018 - 07:27:45.

Jairo Chagas


Na tarde de ontem, caminhoneiros iniciaram a paralisação na BR-050, próximo ao posto Zote

Na tarde de ontem, vários trechos da faixa da esquerda das BRs 050 e 262, nos dois sentidos, também ficaram interditados devido à paralisação nacional dos caminhoneiros, causando dezenas de quilômetros de trânsito lento e, em alguns momentos, pequenos congestionamentos. Até o fechamento desta edição não houve qualquer incidente nas duas rodovias federais da região de Uberaba, sendo que não havia previsão de término das paralisações.

O fluxo de veículo ficou liberado na faixa da direita para motos, carros de passeio, ônibus, veículos de emergência e caminhões com cargas perecíveis e perigosas. Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar e Corpo de Bombeiros foram mobilizadas para controlar o trânsito e auxiliar na segurança em frente do posto Zote, na BR-050.

O motorista de caminhão Neivaldo de Paula Camargos, de 53 anos, de Frutal (MG), que esteve na manifestação da BR-050, em frente do posto Zote, destacou que a reivindicação principal é a redução dos impostos do diesel e maior valorização dos fretes. “O diesel vem subindo constantemente e todos os dias a gente pega uma nota com um preço novo”, lamentou. O caminhoneiro ainda disse que a ideia de toda a categoria é ficar parada até que o governo dê uma resposta sobre as reinvindicações. “Se for necessário, vamos passar a noite aqui [em frente do Zote] ”, ressaltou.

Além do trecho da BR-050, em frente do posto Zote, outros trechos das BRs da região de Uberaba ficaram paralisados durante a tarde e início da noite de ontem. De acordo com o inspetor Sérgio Alves Tavares, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), alguns exemplos aconteceram nas proximidades do posto Décio, município de Uberlândia, e proximidades de Araguari (BR-050) e também BR-262, em dois trechos, proximidades de Araxá, Ibiá e Luz. Em todos estes trechos as paralisações aconteceram obedecendo à mesma sistemática que em frente do Zote. O inspetor Tavares, da PRF, ainda comentou que os trabalhos dele e de sua equipe durante as paralisações aconteceram no intuito, principalmente, de garantir a segurança dos pedestres, para que eles não ficassem nas faixas destinadas ao fluxo de automóveis.

Leia mais:

Greve de caminhoneiros ameaça serviços; transporte coletivo pode parar no fim de semana

Petrobras recua e anuncia redução de 10% no preço do diesel por 15 dias

Paralisação já provoca atrasos em entregas de produtos para a cidade

MP recomenda liberação de veículos de cargas vivas interceptados
 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia