Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
POLCIA
Tamanho do texto: A A A A
Renato Manfrim - 19/05/2017

Por telefone, bombeira ajuda a salvar vida de beb recm-nascido engasgado

Compartilhar:

A sargento Bianca Luce, do Corpo de Bombeiros de Uberaba orientou, por telefone, a avó materna e outro familiar de um recém-nascido, de cerca de um mês, que estava engasgado com o próprio vômito após amamentar. As orientações da bombeira foram determinantes para salvar a vida do bebê. A gravação da ligação foi divulgada. O atendimento aconteceu na noite da última quarta-feira (17), por volta de 23h30.

Segundo informações, a menina tinha sido amamentada cerca de 40 minutos antes de engasgar, havia arrotado e sido colocada para dormir em um quarto. Pouco tempo depois, a avó a ouviu chorar porque tinha vomitado e este líquido começou a sair pelo nariz. “Ela engasgou vomitando e está ficando roxa”, disse, aos prantos, ao telefone, a avó da recém-nascida, residente em casa da rua Abílio Monteiro, bairro Recreio dos Bandeirantes.

Diante disto, a sargento Bianca disse à avó para deitar a neta de barriga para baixo e dar cinco tapas, com força moderada, nas costas do bebê. No entanto, neste primeiro momento, a criança não havia voltado a respirar e continuava engasgada. Então, a voz de um homem, também parente da criança, apareceu na ligação e a bombeira passou as mesmas orientações. Mas a bebê ainda continuava engasgada e a sargento do CB orientou para que a vítima fosse colocada novamente de barriga para cima e que pressionassem o peito dela com "um pouquinho de força", por cinco vezes. Mesmo assim, a recém-nascida não voltava a respirar e enquanto isso a unidade de resgate do CB seguia para o local.

“Fala para a mãe sugar com a boca o líquido”, disse a bombeira. “Ela não volta”, dizia a segunda voz da ligação. A sargento falou, então, para virar novamente a criança com a barriga para cima e fazer novamente cinco massagens no peito com os dedos. “Precisa ir fazendo até ela chorar. Vire-a de barriga para baixo novamente e, com a ‘cabecinha’ próximo do joelho do senhor, segurando com uma mão, e com a outra bate cinco vezes nas costas dela”, dizia a bombeiro. Depois desta última orientação, ouve-se pela ligação o choro da criança e a voz do homem dizendo, aliviado: “Voltou!”. E do outro lado da linha a sargento Bianca respondeu: “Graças a Deus!”.

A ligação durou cerca de cinco minutos. No final da conversa, unidade de resgate do CB chegou ao local e levou a recém-nascida ao Hospital da Criança, onde ela passou por avaliação médica e está bem.






Boulevard Mall Edson Prata - novo
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Durante o inverno, normalmente as aes de combate ao Aedes aegypti perdem fora. Voc continua fazendo a sua parte?







JM FORUM
Uberaba est de volta ao Mapa de Turismo de Minas Gerais. Na sua opinio, a conquista trar benefcios ao municpio?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017