JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 25 de junho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Pneu estourado de carreta frustra tentativa de assalto na rodovia 262

Bandidos anunciaram o assalto e tentaram sequestrar o motorista; porém, perceberam que, por conta do peso, a carreta não oferecia condições de uso

14/04/2019 - 00:00:00. - Por Tulio Micheli Última atualização: 14/04/2019 - 11:02:38.

Reprodução/Google Street View

Motorista seguia pela rodovia no sentido Uberaba-Araxá, transportando carga de mexerica ponkan

Se não fosse um pneu estourado, com certeza caminhoneiro teria passado por momentos de terror nas mãos de criminosos, na madrugada de ontem, na BR-262.

De acordo com informações apuradas pela reportagem, motorista seguia pela rodovia no sentido Uberaba-Araxá, transportando carga com toneladas de mexerica ponkan. O destino final era Recife. Ao passar pelo km 799, o pneu dianteiro direito estourou, obrigando o motorista a parar no acostamento, que fica próximo ao bairro Residencial 2000.

Minutos depois, o condutor da carreta percebeu que um carro, ocupado por três elementos, parou ao lado da cabine. Eles anunciaram o assalto e tentaram sequestrar o motorista, saindo com o caminhão do local. Porém, alguns metros depois, perceberam que, por conta do peso, a carreta não oferecia condições de uso.

Diante da tentativa frustrada do roubo, eles abandonaram o veículo e o motorista no meio da rodovia, fugindo em seguida no carro que dava apoio à ação criminosa. O motorista não se feriu e dispensou atendimento médico. Até o fechamento desta edição os autores não haviam sido identificados ou localizados. 

A ocorrência foi registrada pela Polícia Rodoviária Federal e contou com o apoio da concessionária Triunfo, que organizou o trânsito no trecho. Durante meses, alertas são repassados diariamente para quem transita no trecho. O local é lotado de armadilhas de criminosos, que espalham miguelitos, ferros e outras peças cortantes para facilitar o estouro de pneus e, consequentemente, o roubo das vítimas.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia