JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 21 de julho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Dupla detida ao tentar lançar telefones para dentro de presídio

Ambos os detidos em área de segurança da penitenciária “Aluízio Ignácio de Oliveira” tinham o apoio de outros três, que chegaram a trocar tiros com agentes

- Por Renato Manfrim Última atualização: 07/12/2017 - 08:10:47.

Foto/Divulgação


Materiais apreendidos que seriam arremessados para dentro da penitenciária na madrugada de ontem

Na madrugada de ontem, dois suspeitos acabaram presos quando invadiram área de segurança da penitenciária “Professor Aluízio Ignácio de Oliveira” e tentaram arremessar ao seu interior onze aparelhos celulares, cinco carregadores, dois fones de ouvido, quatro serras e dois alicates. Eles foram impedidos por agentes penitenciários, que chegaram a trocar tiros com outros três suspeitos que davam cobertura aos detidos.

O material apreendido estava dentro de um pedaço de câmara de ar, amarrado a uma corda de aproximadamente 40 metros, e seria lançado ao interior de um dos pavilhões da penitenciária. Outros três suspeitos permaneceram do lado de fora da unidade prisional. Dois deles trocaram tiros com os agentes penitenciários e, em seguida, conseguiram fugir. Ninguém ficou ferido.

Ainda conforme informações da PM, os suspeitos - antes de serem detidos inicialmente pelos agentes - cortaram uma cerca de arame farpado da penitenciária e, posteriormente, o alambrado, obtendo assim acesso ao interior da unidade prisional. Eles foram rastejando até próximo à muralha, sendo vistos por um dos agentes, que solicitou apoio.

Após receber ordem de parada e para que se deitasse ao solo, a dupla tentou fugir, e neste momento um dos suspeitos, que ficou na cobertura, começou a atirar contra os agentes, sendo que os mesmos, para se defender, precisaram também efetuar disparos de arma de fogo. Pouco depois, ainda segundo informações da PM, estes suspeitos que ficaram na cobertura fugiram e, desta forma, foi cessado o tiroteio.

A dupla detida, assim que visualizou os agentes, deixou para trás o material que seria lançado para dentro da penitenciária. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão em flagrante delito aos suspeitos, que reagiram, sendo necessário aos agentes fazerem uso da força para contenção dos mesmos. Em seguida, os agentes acionaram a Polícia Militar, que, de posse das informações repassadas, iniciou buscas no intuito de localizar os outros três suspeitos. Os materiais apreendidos foram encaminhados, com os dois presos, à Delegacia de Plantão para demais providências.

A Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) divulgou nota relatando o fato e afirma que as investigações ficam a cargo da Polícia Civil.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia