Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
POLCIA
Tamanho do texto: A A A A
Renato Manfrim - 19/05/2017

Por telefone, bombeira ajuda a salvar vida de beb recm-nascido engasgado

Compartilhar:

A sargento Bianca Luce, do Corpo de Bombeiros de Uberaba orientou, por telefone, a avó materna e outro familiar de um recém-nascido, de cerca de um mês, que estava engasgado com o próprio vômito após amamentar. As orientações da bombeira foram determinantes para salvar a vida do bebê. A gravação da ligação foi divulgada. O atendimento aconteceu na noite da última quarta-feira (17), por volta de 23h30.

Segundo informações, a menina tinha sido amamentada cerca de 40 minutos antes de engasgar, havia arrotado e sido colocada para dormir em um quarto. Pouco tempo depois, a avó a ouviu chorar porque tinha vomitado e este líquido começou a sair pelo nariz. “Ela engasgou vomitando e está ficando roxa”, disse, aos prantos, ao telefone, a avó da recém-nascida, residente em casa da rua Abílio Monteiro, bairro Recreio dos Bandeirantes.

Diante disto, a sargento Bianca disse à avó para deitar a neta de barriga para baixo e dar cinco tapas, com força moderada, nas costas do bebê. No entanto, neste primeiro momento, a criança não havia voltado a respirar e continuava engasgada. Então, a voz de um homem, também parente da criança, apareceu na ligação e a bombeira passou as mesmas orientações. Mas a bebê ainda continuava engasgada e a sargento do CB orientou para que a vítima fosse colocada novamente de barriga para cima e que pressionassem o peito dela com "um pouquinho de força", por cinco vezes. Mesmo assim, a recém-nascida não voltava a respirar e enquanto isso a unidade de resgate do CB seguia para o local.

“Fala para a mãe sugar com a boca o líquido”, disse a bombeira. “Ela não volta”, dizia a segunda voz da ligação. A sargento falou, então, para virar novamente a criança com a barriga para cima e fazer novamente cinco massagens no peito com os dedos. “Precisa ir fazendo até ela chorar. Vire-a de barriga para baixo novamente e, com a ‘cabecinha’ próximo do joelho do senhor, segurando com uma mão, e com a outra bate cinco vezes nas costas dela”, dizia a bombeiro. Depois desta última orientação, ouve-se pela ligação o choro da criança e a voz do homem dizendo, aliviado: “Voltou!”. E do outro lado da linha a sargento Bianca respondeu: “Graças a Deus!”.

A ligação durou cerca de cinco minutos. No final da conversa, unidade de resgate do CB chegou ao local e levou a recém-nascida ao Hospital da Criança, onde ela passou por avaliação médica e está bem.






EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Publicado decreto de n 1.083/2017, que tem durao de 30 dias, que vai multar quem desperdiar gua em Uberaba. Voc concorda com a medida?




JM FORUM
Operao do Comando de Operaes Especiais do Sistema Prisional (Cope) na penitenciria Professor Aluzio Igncio de Oliveira visa coibir atuao do PCC na unidade. Na sua opinio, a atuao se faz necessria e eficaz?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017